Governo dos EUA vai abrir dados sobre pedidos de vigilância feitos ao Yahoo

0
0

O Tribunal de Vigilância de Inteligência Estrangeira dos Estados Unidos decidiu abrir os documentos relacionados ao número de pedidos de vigilância que o Yahoo recebeu e as negativas dadas ao governo americano, em 2008. A decisão ocorre após a companhia pedir a revelação dos documentos a fim de provar sua inocência sobre participação no programa de vigilância Prism.

De acordo com a decisão, divulgada pelo blog de tecnologia All Things Digital, o governo deve revisar o caso e dizer, até o dia 29 de julho, quais documentos podem se tornar públicos. Com a revisão, possivelmente os documentos contarão com várias seções editadas.

Outras empresas, como o Google e a Microsoft, pediram ao mesmo tribunal permissão para documentar o âmbito de sua participação no Prism e outros programas de vigilância dos Estados Unidos. Facebook, Microsoft, Apple e o próprio Yahoo já divulgaram dados limitados sobre os pedidos do governo para coleta de informações de usuários.

Deixe seu comentário