Governo chinês investigará IBM, Oracle e EMC por questões de segurança

0
14

O Ministério da Segurança Pública da China decidiu abrir um inquérito contra IBM, Oracle e EMC Corp. por questões de segurança, segundo o jornal estatal Shanghai Securities News. A reportagem foi publicada após revelações de Edward Snowden, um ex-funcionário terceirizado da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês), virem à tona, com afirmações de que a infraestrutura de rede de universidades na China e Hong Kong teriam sido invadidas.

"No momento, graças à superioridade tecnológica deles, muitos de nossos principais sistemas de tecnologia da informação são basicamente dominados por empresas estrangeiras de hardware e software, mas o escândalo Prism implica problemas de segurança", disse uma fonte que não quis se identificar ao jornal chinês.

 
De acordo com a agência de notícias Reuters, procuradas pelo jornal, IBM, Oracle e EMC não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Observadores do mercado veem a medida do governo chinês como retaliação ao boicote que os Estados Unidos fazem aos equipamentos de rede de fabricantes chinesas e dispositivos móveis, em especial da Huawei e ZTE. No ano passado, o Comitê de Inteligência dos Estados Unidos emitiu um relatório advertindo que o governo e as empresas americanas deveriam evitar fazer negócios com essas companhias devido a riscos de espionagem.

Deixe seu comentário