GreenYellow fecha contrato com Oi para fornecimento de energia solar

0
18

O consumo inteligente da energia tem ganhado espaço em vários setores da economia, entre eles, o das telecomunicações. Diminuir os custos com esse recurso e usá-lo de maneira mais sustentável são algumas das preocupações dessas companhias atualmente. Por isso, a Oi contratou a GreenYellow como sua parceira para um projeto que inclui aluguel de usinas fotovoltaicas e eficiência energética.

Na parte do contrato que envolve o serviço de eficiência energética, o foco inicial está nas melhorias que visam alcançar redução no consumo de energia, que podem chegar a mais de 50%, em diversos escritórios. Até o momento, já foram entregues 4 prédios no estado de Goiás. Usando a flexibilidade do modelo de contrato "guarda-chuva", que permite a inclusão de novos lotes de projetos à medida que verifica a possibilidade de melhorar a performance energética em outros pontos de sua operação, é realizado um diagnóstico energético inicial das unidades para posterior aprovação do projeto pela Telecom e execução pela GreenYellow. A solução, neste caso, tem como foco a redução no consumo de energia na iluminação e no uso do ar condicionado das sedes administrativas da operadora.

Em paralelo, as duas empresas fecharam um negócio de geração distribuída (GD), dentro da qual a GreenYellow tem o papel de contribuir para a aceleração da transição energética do cliente. Segundo o acordo, a Oi passará a receber energia de quatro usinas, localizadas Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso. Ao todo, a operadora contará com 14,44 MWp de capacidade instalada, responsáveis por gerar 21,2 GWh por ano, que deverão ser destinados a abastecer um contingente de ERBs (estação rádio base) da Oi.

"A celebração desse contrato reforça a parceria que há entre a GreenYellow e a Oi, oportunidade na qual podemos mostrar nossa expertise e especialidades nesses tipos de soluções. Confiantes na parceria com a Oi, estamos investindo R$44 milhões para atender esses projetos de desenvolvimento sustentável", afirma Pierre-Yves Mourgue, diretor-presidente da GreenYellow.

"Fico muito satisfeito por já termos usinas em construção e mais 4 edifícios entregues pela GreenYellow nessa primeira fase. É muito importante poder contar com a experiência e a robustez de um fornecedor assim, que nos dá a possibilidade de dimensionar o projeto de acordo com as nossas necessidades e performance", enfatiza Bernardo Scudière, diretor de Energia e Sustentabilidade da Oi.

Deixe seu comentário