Estudo indica que ERP do futuro terá recursos de enterprise 2.0

0
0

A IFS, empresa global de software de gestão empresarial, está disponibilizando um estudo que analisa o interesse das empresas usuárias de ERPs na integração dos seus atuais sistemas com tecnologias de mídias sociais. Entre as principais conclusões, destacam-se que o enterprise 2.0 é uma promessa relevante para o futuro dos ERPs, e os fabricantes de software de gestão precisarão oferecer ferramentas de mídias sociais aos seus usuários, para que estes possam trocar conhecimento e trabalhar de forma colaborativa. 

O estudo baseou-se em uma pesquisa feita em agosto desse ano com mais de 200 executivos de médias e grandes empresas na América do Norte, com faturamento acima de US$ 50 milhões.  Um estudo similar havia sido realizado pela mesma equipe em 2010. A comparação dos estudos mostrou que em 2013, 54,8% dos participantes acredita que a  integração com a mídia social será um fator importante na seleção de software ERP no futuro, enquanto 58% expressaram esse mesmo sentimento em 2010. A pesquisa revelou ainda 54,8%  têm interessse em ferramentas enterprise 2.0 no futuro contra 58,5% em 2010.  

"Embora o interesse em conectar os sites externos de mídia social (como Facebook, Linkedin, etc.) ao ERP tenha diminuído levemente no estudo de 2013, comparado ao de 2010, todos os itens relacionados ao uso das tecnologias de mídias sociais cresceram", afirma Walmir Cardoso, diretor da Latin IFS. Dos entrevistados, 53,1% afirmaram que usam social media para rastrear o que está sendo dito sobre suas empresas e concorrentes (contra 37% em 2010), 40% usa o social para rastrear o perfil de potenciais clientes (29% em 2010) e 35,3% vinculam social com registros do cliente na empresa (20% em 2010). 

De acordo com os dados coletados, o mercado define Enterprise 2.0 principalmente como um sistema para relacionamento com o cliente (CRM) e como forma de inteligência competitiva. No CRM, o principal valor agregado que o Enterprise 2.0 oferece está relacionado ao rastreamento do comportamento do cliente e prospecção ativa. Em outras áreas, também há interesse, como para monitorar o que está sendo dito sobre a empresa e seus competidores, com o objetivo de usar a informação no marketing ou para propósitos de branding.  

"A pesquisa revelou interesse muito grande não somente em uso do social como ferramenta de marketing, mas sim em um ERP com soluções colaborativas, que permitem compartilhamento de conhecimento e mídia social como funcionalidade de comunicação", explica Cardoso. Particularmente para indústrias com foco em business-to-business e de engenharia, há um forte apelo neste sentido. Mesmo com alto interesse em ferramentas colaborativas, a maioria dos entrevistados (68,9%) ainda não possui fóruns onlines em seus ERPs. 

"Apesar do estudo ter sido conduzido apenas na América do Norte, as empresas entrevistadas são globais e refletem a realidade do mundo globalizado de hoje", afirma Walmir Cardoso, diretor da Latin IFS. De acordo com o executivo, a  IFS está investindo já há muito tempo em módulos com Enterprise 2.0 e mobilidade como vantagem competitiva.

"Nós já embutimos recursos do enterprise 2.0 nos módulos do nosso software de gestão empresarial com a ferramenta IFS Talk. Esta ferramenta não faz integração com sites de mídias sociais públicos, porém, é projetada para alavancar o tipo de funcionalidade com a qual as pessoas estão familiarizadas em sites como o Facebook ou o Yammer. O IFS Talk permite que os usuários se comuniquem de forma eficaz e intuitiva em um ambiente seguro e também aumenta o engajamento e uso do sistema, uma vez que ao estar contido diretamente no sistema de registros da empresa e torna-se parte da base de conhecimento da organização", explica Cardoso. 

A IFS também foi o primeiro fornecedor de ERP a lançar o aplicativo de smartphone IFS Notify Me para Samsung KNOX, no final de outubro. O IFS Notify Me é uma ampla e segura plataforma de mobilidade corporativa que, por meio de um aplicativo para smartphone corporativo, permite aprovar e autorizar requisições e ordens de compras, cobrança de fornecedores e despesas de viagens de maneira segura.

Deixe seu comentário