Impulsionadas pela atualização da infraestrutura 5G, telcos ampliam investimento em edge computing

0
24

Pesquisa feita pela Juniper Research aponta que 920 milhões de pessoas se beneficiarão da conectividade avançada baseada em edge computing nos próximos cinco anos. O salto da base de 100 milhões de indivíduos, em 2020, se justifica com a implantação da infraestrutura 5G, que deve aprimorar a oferta de serviços como streaming de música, TV digital e jogos em nuvem, listados entre os maiores beneficiados da latência ultrabaixa fornecida pelas crescentes implementações de nós MEC (Multi-access Edge Computing) pelas operadoras até 2025.

De acordo com o estudo, o investimento em Edge Computing por parte das operadoras de telecomunicações deve saltar de US$ 2,7 bilhões em 2020 para US$ 8,3 bilhões até 2025, impulsionado pela atualização da capacidade das redes e a implantação da infraestrutura para suportar o aumento de dados gerados por redes 5G.

O estudo também revelou que até 2025, o número de nós MEC implantados chegará a 2 milhões globalmente em 2025, contra 230 mil em 2020. Esses dispositivos, que assumem a forma de pontos de acesso, estações base e roteadores, terão um papel vital no gerenciamento de grandes quantidades de dados gerados por veículos conectados, sistemas de cidades inteligentes e outros serviços emergentes com uso intensivo de dados.

A nova pesquisa, Edge Computing: Casos de Uso, Oportunidades de Inovação e Previsões de Mercado 2020-2025, observa que este aumento no investimento é resultado do aprimoramento das funções de rede, com as operadoras movendo de uma infraestrutura centralizada para processamento de dados para uma base de estações na borda das suas redes.

O estudo prevê que os recursos das tecnologias 5G, como alto rendimento, baixas latências e altas densidades de dispositivos, exigirão implementações de nós MEC em áreas urbanas.

Outra constatação é que as cidades inteligentes será uma das verticais que se beneficiará dos lançamentos de nós do MEC, à medida que as operadoras e autoridades de planejamento identificam a melhor forma de instalar nós de extremidade compatíveis com 5G. Entre as aplicações se destacam iluminação vias e calçadas públicas, para mitigar problemas de limitação de espaço inerentes às áreas densamente povoadas.

Deixe seu comentário