Fiserv compra First Data Corporation e cria gigante global em tecnologia financeira

0
0

Fiserv e First Data Corporation anunciaram hoje sua fusão. Fiserv adquire a First Data em uma transação realizada somente com ações. A entidade combinada será conhecida como Fiserv e cria assim um dos principais fornecedores de tecnologia financeira e de pagamentos do mundo.

A combinação entre as empresas oferecerá capacidades tecnológicas que possibilitam uma gama de pagamentos e serviços financeiros, incluindo soluções de processamento de contas e banco digital, serviços de processamento e rede de emissores de cartões, comércio eletrônico, pagamentos integrados e a solução de ponto de venda baseada em nuvem Clover.

A empresa também oferecerá canais de distribuição abrangentes e terá profundo conhecimento em parcerias com instituições financeiras, comerciantes e anunciantes de todos os portes, bem como desenvolvedores de software.

Governança e Liderança

A empresa combinada será liderada por uma equipe experiente de diretoria e liderança que aproveita os pontos fortes e os recursos de ambas as empresas. Após o fechamento, o conselho da empresa combinada será composto por 10 membros, seis dos quais serão da diretoria da Fiserv e quatro serão da diretoria da First Data.

Após o fechamento, Jeffery Yabuki, atual presidente e diretor executivo da Fiserv, atuará como Diretor-Presidente e Presidente do Conselho de Administração da companhia combinada. Frank Bisignano, atual presidente e diretor executivo da First Data, assumirá a função de presidente e diretor de operações, atuando como diretor da empresa combinada.

Uma afiliada da Kohlberg Kravis Roberts & Co. LP, Nova Omaha Holdings LP, que controla aproximadamente 39% das ações ordinárias da First Data em circulação e 86% dos direitos de voto da First Data, entrou em acordo de voto em apoio à transação. Após o fechamento, a New Omaha Holdings deterá aproximadamente 16% das ações ordinárias em circulação da companhia combinada.

Timing e Aprovações

A transação, que deverá ser concluída durante o segundo semestre de 2019, está sujeita às condições habituais de fechamento e aprovações regulatórias, incluindo a aprovação dos acionistas de ambas as empresas. A transação não está sujeita a condições de financiamento.

Deixe seu comentário