Estados Unidos expande serviços de telessaúde para idosos

0
0

Os Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira, 17, uma expansão sem precedentes dos serviços de telesaúde para idosos, um esforço para impedir que americanos saudáveis e doentes visitem os consultórios médicos pessoalmente e corram o risco de espalhar ou pegar o novo coronavírus.

"Os pacientes do Medicare agora podem visitar qualquer médico por telefone ou videoconferência, sem nenhum custo adicional, inclusive com serviços comumente usados como FaceTime e Skype", disse o presidente Donald Trump, durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

O Medicare, a seguradora federal de saúde que presta assistência a indivíduos com 65 anos ou mais e outras pessoas com deficiência ou necessidades de cuidados de longo prazo, cobre aproximadamente 62 milhões de americanos.

A ação elimina a necessidade de idosos que necessitam de exames ou consultas médicas não relacionadas a possíveis infecções por coronavírus de viajarem a clínicas pessoais e se exporem a possíveis infecções. Os benefícios de telessaúde anteriormente estavam restritos a idosos que moravam em áreas rurais que já procuravam atendimento por meio de um provedor específico.

"Os beneficiários do Medicare em todo o país, não importa onde morem, agora poderão receber uma ampla gama de serviços via telessaúde sem precisar sair de casa", disse Seema Verma, administradora dos Centros de Serviços Medicare e Medicaid. "E esses serviços também podem ser fornecidos em uma variedade de configurações, incluindo casas de repouso, departamentos ambulatoriais de hospitais e muito mais".

Deixe seu comentário