Startup conecta consumidor e pequeno agricultor de alimentos orgânicos

0
0

Para integrar o pequeno produtor de produtos orgânicos e o consumidor, o empreendedor Tomás Abrahão criou a Raízs, plataforma online que conecta o consumidor interessado em alimentos orgânicos ao pequeno produtor de todo o Brasil. Apostando nesse modelo, a empresa vem crescendo quatro vezes ao ano nos últimos três anos e já alcança 90% de satisfação entre seus clientes.

A iniciativa permite economia de tempo – evitando a necessidade de deslocamento até um supermercado – e de dinheiro, ao oferecer produtos 25% mais baratos do que os varejistas tradicionais e limitar a exposição do consumidor a compras por impulso de itens desnecessários em promoção.

A Raízs também atua para minimizar o desperdício e garantir que o alimento chegue sempre fresco à mesa do consumidor. Para isso opera com serviço on-demand, modelo em que só são retirados da terra as folhas e legumes que o cliente irá consumir, reduzindo a possibilidade de os alimentos serem descartados sem antes serem consumidos.

O estoque é atualizado todos dias e a colheita é feita somente a partir da confirmação da compra. Já a entrega é realizada no dia seguinte, em todo o estado de São Paulo, para as compras feitas até as 11h e acontecem todos os dias da semana, exceto no domingo.

Disponibilizados no site estão produtos como verduras, legumes, frutas, ovos, arroz, queijo, manteiga e até produtos não perecíveis, com os quais o usuário pode personalizar o seu pedido.

Cada item leva o nome e a foto da família que cultivou o alimento e a startup ainda promove visitas aos sítios fornecedores para que os clientes conheçam a plantação, participem da colheita e ajudem a preparar um almoço compartilhado.

São mais de 800 agricultores certificados e auditados pelos maiores selos da área, além de parcerias com cooperativas desde o Sul do país até a Amazônia. Entre as acreditações exigidas pela Raízs está o reconhecimento internacional Produto Orgânico Brasil, emitido pelo IBD (Associação de Certificação Instituto Biodinâmico), que garante que toda a cadeia de produção foi fiscalizada e obedece às normas e práticas da produção orgânico.

Para ir além do lucro e gerar impacto positivo, a Raízs criou o Fundo do Pequeno Produtor, ao qual destina parte de seu faturamento. O consumidor também é convidado a realizar doações de até R? 30 para o fundo, inteiramente gerido pelos agricultores.

Além do consumidor, os restaurantes e as escolas – que entraram recentemente na lista de estabelecimentos – também podem aderir ao modelo. O serviço oferece uma opção de fornecimento dos alimentos orgânicos de maneira rápida a preços justos, em uma operação de cadeia produtiva consciente para mais de 50 estabelecimentos gastronômicos, como Dalva e Dito (do Chef Alex Atala), Teva, Le Manjue, Sesc, Casa de Francisca.

Deixe seu comentário