SugarCRM expande operação no Brasil e planeja aumentar canais de vendas

0
4

Apesar do momento de instabilidade pelo qual atravessa o Brasil, a norte-americana SugarCRM, tem expectativa de crescer no mercado brasileiro em 2016. Planeja expandir as operações no País por meio de alianças com parceiros especializados, que compreendam a complexidade das suas soluções e, dessa forma, possam apoiar os clientes a estabelecer relacionamentos sólidos com seus clientes. "A ideia é focar em alianças de qualidade, que tragam bons frutos em longo prazo",  afirma o vice-presidente de vendas da companhia, Enrique Perezyera.

Segundo o executivo, a grande aposta são os projetos em fase de roll out em nível mundial. "Muitas empresas estão nessa situação e representam uma oportunidade, sobretudo nos mercados financeiros, agrobusiness e de varejo", diz o executivo. Ele lembra que o Brasil não é o único país da América Latina presente nos planos da companhia. "Colômbia e México também são mercados importantes e que já apresentam expansão crescente, atingindo 81% de incremento no último trimestre.

Além de investir em um programa de certificação para capacitar os parceiros, a Sugar está ampliando seu time de vendas, pré-vendas, marketing e profissionais técnicos no Brasil. Perezyera acredita que há um caminho interessante a ser explorado, uma vez que a Sugar é uma empresa especializada em CRM – diferentemente dos demais players que não são totalmente focados nessa tecnologia e acabam oferecendo CRM como módulos dentro do sistema de ERP e de outras plataformas.

Ele  menciona ainda uma outra parceria estratégica para a empresa, firmada com a IBM, que vai permitir às empresas usuárias de  CRM instalar e rodar a plataforma da SugarCRM on-premises ou na rede de servidores de nuvem privada da IBM Cloud. Sendo assim, os clientes poderão ter a plataforma rodando em servidores locais ou nuvens privadas dedicadas com a proteção de firewall em diferentes locais do planeta.

"A IBM Cloud é a única empresa de nuvem a oferecer essa flexibilidade aos clientes da Sugar, que terão acesso escalável e por demanda à plataforma por meio da rede global de 46 Cloud Data Centers da IBM", detalha o executivo. A possibilidade de ter acesso aos dados de clientes em diferentes data centers globais facilita especialmente a implantação da plataforma em nuvem privada por empresas que trabalham com dados sensíveis de clientes, que são submissos à legislação restritiva sobre privacidade e localização geográfica e regras de compliance rigorosas, como bancos, serviços de saúde e serviços financeiros.

"Nossa ferramenta possui outros diferenciais importantes, como, por exemplo, o fato de ter sido totalmente desenvolvida em código aberto, com a possibilidade de ser integrada às tecnologias já utilizadas pelos clientes", revela o executivo. Outra aposta é o fato da solução da Sugar funcionar online e off-line, facilitando o trabalho em campo. "Com as dificuldades da banda larga no Brasil, tenho certeza de que uma solução avançada como essa será útil para empresas de todos os portes, sobretudo em setores como o agrobusiness", conclui ele.

Deixe seu comentário