84% dos líderes de saúde apostam em prontuário eletrônico para potencializar a digitalização

0
46

A Royal Philips, fornecedora global de tecnologia em saúde, anunciou a publicação de seu relatório Future Health Index (FHI) 2021 Brasil. De acordo com ele, 84% dos principais líderes do setor estão investindo em registros eletrônicos de saúde, com 61% focados em telemedicina. Embora a telessaúde ainda esteja concentrada nos serviços entre profissionais, 39% dos líderes esperam redirecionar seus investimentos para tecnologias de telessaúde voltadas para o paciente.

Os líderes de saúde brasileiros estão trabalhando para diminuir o impacto da pandemia na vida das pessoas e em seus negócios. Como parte desse novo cenário, esses líderes deram início a um processo de transformação digital baseado em três pilares: investir em registros eletrônicos de saúde, telemedicina e parcerias estratégicas com agentes do setor e empresas de TI.

Apesar de não ser um investimento prioritário neste momento, 60% dos entrevistados gostariam que a inteligência artificial (IA) fosse implementada em suas instituições de saúde para a otimização da eficiência operacional e a integração de diagnósticos. Inclusive, esse foi um dos pontos abordados pelo Future Health Index 2020, que mostrou que cerca de 30% dos jovens profissionais brasileiros acreditam que a IA é uma das tecnologias digitais em saúde que melhoraria o dia a dia de trabalho.

Outra frente importante de avanço para a transformação digital é a cooperação entre os agentes do segmento. Entre os líderes brasileiros de saúde, 38% acreditam que, para que estejam preparados para o futuro, a sua instituição precisará investir em parcerias estratégicas.

Falta de experiência com tecnologia

Apesar do otimismo e do foco no investimento em novas tecnologias, os líderes de saúde precisam enfrentar a falta de experiência das equipes com essas novas soluções, sendo que 57% dos entrevistados afirmam que esse é o fator que mais os impedem de se preparar para o futuro, enquanto 44% dizem que é necessário treinar ou educar a equipe sobre o uso dessas soluções para implementar uma saúde de qualidade e otimizada.

Deixe seu comentário