Empresas se unem para transformar smartphones em terminais de pagamento

0
0

Três empresas internacionais se uniram para criar uma solução de pagamento mais e econômica e simples para o pequeno varejos. O projeto criado pela IDEMIA – focada em realidade aumentada; a Network International, provedora de soluções de pagamento na região do Oriente Médio e África (MEA); e a Mastercard, pretende permitir aos comerciantes o uso de smartphones para aceitar pagamentos sem contato.

A iniciativa, inédita na região do MEA, permitirá que os comerciantes da Network International aceitem transações sem contato usando qualquer smartphone Android habilitado para NFC (Near Field Communication), simplificando significativamente seus processos de pagamentos. A Network International é a maior adquirente comercial nos Emirados Árabes Unidos e a iniciativa representa um passo importante no sentido de melhorar a infraestrutura de pagamentos sem contato e móveis do país.

Essa solução, que transforma o smartphone em um POS, fornecerá aos pequenos comerciantes, que antes dependiam de dinheiro e cheques para aceitar pagamentos, uma maneira mais simples e segura de administrar seus negócios.

As lojas podem baixar e instalar um aplicativo, criar uma conta com seu provedor de serviços de pagamento e começar a aceitar pagamentos sem contato de seus clientes, sem a necessidade de um terminal de pagamento separado, qualquer dispositivo periférico ou custos associados.

Além disso, oferece soluções inovadoras para grandes comerciantes, permitindo opções de pagamento na entrega seguras e convenientes para seus clientes. A nova solução também oferecerá um recurso de bloqueio de filas, onde os comerciantes podem permitir que seus clientes evitem filas e transações com dinheiro em espécie em eventos esportivos, musicais e outros.

A solução de pagamento móvel, que integra as avançadas tecnologias de segurança da Mastercard, permitirá que os consumidores façam transações eletrônicas rápidas, convenientes e seguras tocando em seu cartão sem contato ou smartphone (usando uma carteira digital, por exemplo, Masterpass) no dispositivo do comerciante.

Deixe seu comentário