Disys investe em ampliar operações na Índia

0
0

A Disys, empresa serviços,consultoria e RH em TI, presente em onze países, ampliou a sua área de atuação na Índia, com a inauguração de uma nova sede. Com isso, a norte-americana  também passa a supervisionar grande parte de seus serviços em todo mundo a partir de uma nova unidade  em Ramanujan TI City, em Chennai,  no extremo sul da Índia.

Ricardo Martins, VP da companhia no Brasil, explica que a ampliação do investimento naquele país faz parte de uma estratégia para diversificar o portfólio da Disys. "A Índia é um mercado-chave para o crescimento mundial dos negócios de TI. A expansão vai fortalecer nosso portfólio de serviços e nos ajudar a acelerar a produtividade para nossos clientes, e as atuações podem ser mais direcionadas de acordo com as necessidades de cada um ", ressalta.

A nova unidade focará na expansão da oferta nos serviços: BPO (Business Process Outsourcing), Desenvolvimento e Suporte a Aplicações, Business Intelligence, Infraestrutura e Soluções em Cloud. Todos os serviços servirão de apoio para os clientes da DISYS em todo o mundo.

A Disys, a 12ª maior empresa de recursos humanos de TI nos EUA, com faturamento anual de US$ 350 milhões, e tem cerca de 90% do seu negócio proveniente do mercado norte-americano. Com as novas ofertas de serviços e ampliação geográfica, a empresa espera um faturamento de US$ 1 bilhão nos próximos dois anos.

"Nossa meta de crescimento mundial está relacionada ao novo foco na Índia, onde também queremos aumentar a empregabilidade. Pretendemos chegar a 700 funcionários na região até 2017. A nova sede vai nos ajudar com os objetivos globais da Disys. Vamos dar continuidade ao crescimento da empresa e empregar mais três mil colaboradores em todo o mundo", esclarece Martins.

A Disys já está instalada na Índia desde 2012, também em Ramanujan TI City, e possui 200 colaboradores. A nova sede foi inaugurada no final de fevereiro deste ano e já está em atividade. "A empresa superou o dobro de seu crescimento no país, assim como suas operações. Os serviços, com a mesma qualidade já aplicada em outros países, será um suporte para clientes no mundo todo", analisa.

Deixe seu comentário