Cromai otimiza experiência no campo e anuncia parceria com multinacional

0
49

O agricultor vive constante evolução no potencial produtivo das lavouras, além das crescentes demandas por alimentos produzidos dentro de práticas sustentáveis. Isso traz desafios e oportunidades na busca de mais eficiência nas fazendas, o que para o agricultor pode trazer mais rentabilidade e qualidade.

Com o objetivo de atender essas necessidades, a Cromai desenvolve softwares, aplicativos e sensores que embarcam os algoritmos de inteligência artificial. Os resultados obtidos com a adoção das soluções são ações mais eficientes em campo e o uso otimizado dos insumos, reduzindo custos e aumentando a produtividade e a sustentabilidade. Os diagnósticos feitos pela empresa possibilitam aumentar a produtividade das lavouras e abrem caminho para novas operações de manejo.

A startup anuncia que acaba de receber um investimento da Stoller- líder mundial na nutrição, fisiologia vegetal e fixação biológica de Nitrogênio- e assim pretende aumentar sua atuação nos mercados de cana-de-açúcar, café e soja, atingindo em 2 anos o total de 600 mil hectares monitorados e com suas soluções presentes em 40 usinas de cana-de-açúcar.

"A participação societária na Cromai é um passo importante para oferecer ao agricultor serviços digitais que o ajudem a fazer a gestão de sua propriedade de forma mais assertiva. Esse movimento está alinhado com nosso propósito de construir soluções inovadoras e sustentáveis, ao lado de nossos clientes e parceiros", analisa Rodrigo Ferreira de Oliveira, vice-presidente Mercosul/Ásia/Oceania do Grupo Stoller.

O desenvolvimento da inteligência artificial aplicada ao campo pelas duas empresas ocorre há três safras. Em 2022 estará disponível aos produtores de café. A partir de 2023, estão previstos lançamentos para cana-de-açúcar e grandes culturas, em especial para soja, milho e algodão. O projeto inicia-se no Brasil, mas expande integrando um projeto global do Grupo Stoller, presente em 56 países.

"Estamos muito animados com essa nova etapa da Cromai. Ampliaremos a atuação em campo com a digitalização do manejo agronômico. O momento é promissor e uma parceria desse porte nos possibilita levar, a mais produtores, essa inovação de alto nível tecnológico com resultados transformadores", comenta Guilherme Barros Castro, cofundador e CEO da Cromai.

O produtor poderá decidir as ações de manejo por meio de análise das informações coletadas em tempo real, além do diagnóstico sobre o desenvolvimento fisiológico e estado nutricional das plantas, nível de cobertura vegetal, estande de plantas, temperatura foliar, identificação de plantas daninhas e classificação da maturidade dos frutos nas culturas de cana de açúcar, café e soja.

A Cromai também investirá no aumento de seu time e no desenvolvimento e aprimoramento do portfólio de produtos e tecnologias, como softwares, aplicativos e sensores que embarcam os algoritmos de inteligência artificial. A empresa trabalha com o que há de mais avançado, destacando-se com modelos treinados com milhões de imagens de plantas com metodologias proprietárias exclusivas. Com um crescimento acelerado, aumentando sua presença na cultura de cana-de-açúcar de 1 usina em 2019 para 6 em 2020 e 10 no segundo trimestre de 2021, somado à parceria com a Stoller, a Cromai pretende alcançar o número de 40 usinas em 2 anos.

A LKC Capital atuou como assessora financeira exclusiva da Cromai na transação. A assessoria jurídica ficou a cargo da WFaria Advogados, através da sócia Bia Kowalewski. Atuaram ainda Karla Coachman, na assessoria aos acionistas minoritários, e Guilherme Bastos, do escritório Lemos Advogados, assessorando a Stoller.

Deixe seu comentário