Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Internet chega a 82,7% dos lares brasileiros, segundo dados da PNAD

Internet chega a 82,7% dos lares brasileiros, segundo dados da PNAD

0
A população brasileira está cada vez mais conectada. É o que mostram os dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que investigou no último trimestre de 2019 o acesso à Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Segundo o IBGE, em 2019, 82,7% dos domicílios usavam internet, o que representa um aumento de 3,6 pontos percentuais em relação a 2018, quando 79,1% dos domicílios tinham internet.
Publicidade

De acordo com a pesquisa, nos domicílios que usavam internet, o percentual dos que utilizavam 3G ou 4G passou de 80,2% em 2018 para 81,2% em 2019. Já o percentual dos domicílios que utilizaram a banda larga fixa aumentou de 75,9% para 77,9%.

O crescimento da conexão de domicílios à internet aconteceu de forma mais significativa na área rural. O percentual de domicílios conectados saltou de 49,2%, em 2018, para 55,6%, em 2019, o que corresponde a um aumento de 6,4 pontos percentuais. Nos domicílios urbanos, a utilização da internet subiu de 83,8%, em 2018, para 86,7%, em 2019.

Para o presidente executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari, a evolução será ainda maior com o avanço de medidas como o uso de recursos dos fundos setoriais para ampliar a conectividade. “Todos dependem de conectividade hoje. Permitir que ela chegue de forma mais rápida e barata é de interesse geral do país”, disse.

Ferrari destacou ainda a necessidade de uma Reforma Tributária, que vai ajudar a reduzir o custo para o consumidor. “A carga tributária do setor de telecom é de quase 50% e inibe a expansão dos serviços”, afirma. “Nossos preços não são caros, temos uma competição elevada. A média dos impostos dos países que mais acessam banda larga no mundo é em torno de 10%”.

O levantamento do IBGE mostra também que 12,6 milhões de domicílios ainda não tinham internet em 2019. Os motivos apontados foram falta de interesse (32,9%), serviço de acesso caro (26,2%) e o fato de nenhum morador saber usar a internet (25,7%).

Os dados do IBGE revelam ainda que, em 2019, a internet foi usada por 143,5 milhões de pessoas com 10 anos ou mais, o que representava 78,3% da população. O número é maior do que o registrado em 2018, quando 74,7% da população com 10 anos ou mais usaram a internet.

O uso da internet avançou em todos os grupos etários, mas vem sendo mais acelerado nas faixas de idade mais elevadas, como 50 a 59 anos e 60 anos ou mais, cujo acesso à internet subiu 6,3 p.p. de 2018 para 2019.

O celular é o meio mais usado para acesso à internet. Segundo dados do da PNAD TIC, 98,6% das pessoas acessam a internet pelo celular. Em segundo lugar está o microcomputador, que é usado por 46,2% das pessoas. 31,9% acessam pela televisão e 10,9% pelo tablet.

Ainda segundo a pesquisa, em 2019, 81% da população com 10 anos ou mais tinham celular para uso pessoal. O percentual é maior do que o registrado no ano anterior, quando 79,3% da população tinham um aparelho. Informações da Conexis.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile