Fundo aumenta participação na Sony e pressiona por IPO da divisão de entretenimento

0
2

O fundo de hedge Third Point LLC, empresa do investidor e maior acionista da Sony, Daniel Loeb, aumentou sua participação na fabricante japonesa de eletrônicos como forma de convencer os acionistas a forçá-la a vender parte da divisão de entretenimento por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO).

Nesta terça-feira, 18, Loeb enviou uma carta ao CEO da Sony, Kaz Hirai, reiterando o pedido para que a companhia venda entre 15% e 20% da divisão de entretenimento, que atua nos segmentos de música e cinema. No documento, cuja cópia The Wall Street Journal teve acesso, o investidor também revela que a Third Point passa a deter 6,9% dos papéis da Sony, o que totaliza 70 milhões de ações avaliadas em cerca de US$ 1,4 bilhão.

Em comunicado, a Sony disse que seu conselho de administração fará uma revisão da proposta durante a assembleia anual de acionistas a ser realizada na quinta-feira, 20, e acrescentou que não iria fornecer mais detalhes. "Estamos focados na criação de valor para o acionista por meio da execução do nosso plano para revitalizar e fazer crescer o negócio de eletrônicos", declarou a empresa.

Deixe seu comentário