Acionista dobra participação na Dell e ganha força para aumentar valor de recompra

0
25

Ao contrário dos rumores que circularam na semana passada, de que teria desistido de sua oferta para comprar a Dell, Carl Ichan fez importante movimento nesta terça-feira, 18, e praticamente dobrou sua participação na fabricante de PCs com a compra de cerca de 72 milhões de ações do fundo de investimento Southeastern Asset Management. Agora, o megainvestidor detém 152 milhões de ações, o que equivale a aproximadamente 8,7% das ações pendentes da empresa.

Em carta aberta enviada aos acionistas e obtida pelo New York Times, o investidor fez a proposta para a Dell fazer sua oferta pública de aproximadamente 1,1 bilhão de ações pelo preço de US$ 14 a ação. O objetivo é derrubar a oferta feita pelo consórcio formado pelo CEO Michael Dell e o fundo de private equity Silver Lake Partners para adquirir todas as ações da Dell por US$ 13,65 a ação, numa oferta de US$ 24,4 bilhões.

"A fim de implementar nossa proposta, vamos procurar derrotar a transação de Michael Dell e o Silver Lake na reunião especial de 18 de julho e, depois disso, procurar eleger nossa lista de diretores na assembleia anual de acionistas", declarou Icahn na carta, enfatizando que tanto sua empresa quanto a Southeastern se comprometem a não concorrem na oferta pública. O investidor reitera que a oferta de Michael Dell e do Silver Lake para fechar o capital da Dell desvaloriza significativamente a companhia.

Mesmo com indicações de que o investidor e fundo de investimentos estariam com dificuldades para obter os US$ 5,2 bilhões necessários para cobrir a oferta de Dell e do Silver Lake, Icahn disse na carta que o financiamento está sendo providenciado e que um banco importante está interessando em fornecer US$ 1,6 bilhão. Icahn disse ainda que sua própria empresa disponibilizará US$ 2 bilhões, se necessário, para viabilizar o negócio. "O financiamento para a oferta seria fornecido com os US$ 5,2 bilhões junto aos US$ 7,5 bilhões em dinheiro disponível na Dell e US$ 2,9 bilhões acessíveis através da venda de recebíveis da Dell. Isso deixaria aproximadamente US$ 4,9 bilhões em dinheiro disponíveis para operações em andamento da companhia."

Em um comunicado ao jornal americano, um porta-voz da Dell disse que "enquanto o comitê especial do conselho continua a supervisionar o processo, continuamos focados em nossos clientes e em oferecer produtos e soluções inovadoras para ajudá-los a ter sucesso e competir melhor". A votação dos acionistas da Dell para a proposta de fechamento do capital está agendada para 18 de julho.

Deixe seu comentário