Microsoft divulga US$ 33,7 bilhões em receita no 4º trimestre fiscal

0
72

A Microsoft anunciou nesta quinta-feira, 18, os resultados seu quarto trimestre fiscal de 2019, encerrado em 30 de junho, registrando receita de US$ 33,7 bilhões, lucro líquido de US$ 13,2 bilhões e lucro por ação de US$ 1,71 (comparado a receita de US $ 30,1 bilhões, lucro líquido de US$ 8,9 bilhões e lucro por ação de US $ 1,14 no quarto trimestre de 2018). No ano fiscal o resultado líquido foi de USS 110.361 bilhões, com lucro líquido de US$ 16.571 bilhões, lucro de US$ 2,12 por ação.

Os analistas esperavam que a Microsoft faturasse US$ 32,8 bilhões e informasse lucro por ação de US$ 1,08. Assim, a empresa superou as expectativas. A Microsoft disse que devolveu US$ 7,7 bilhões aos acionistas na forma de recompra de ações e dividendos durante o trimestre.

 "Foi um ano fiscal recorde para a Microsoft, resultado de nossas profundas parcerias com empresas líderes em todos os setores", disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella, em comunicado.

O sucesso trimestral consistente pode ser atribuído ao plano de Nadella de transformar a Microsoft em uma empresa de nuvem. Em 2017, a taxa de execução anualizada em nuvem da Microsoft ultrapassou US$ 20 bilhões, antes do previsto. Esse número agora efetivamente dobrou.

Os destaques nos três grupos operacionais da Microsoft:

Produtividade e Processos de Negócios: aumento de 14%, para US$ 11,0 bilhões. A receita comercial do Office cresceu 14%, a receita do Office Consumer e da Nuvem subiu 6% e a receita da Dynamics aumentou 12%. Receita do LinkedIn saltou 25%. Os assinantes de clientes do Office 365 atingiram 34,8 milhões.

Nuvem: aumento de 19% para US$ 11,4 bilhões. A receita de produtos de servidor e serviços de nuvem cresceu 22%, enquanto a receita de Serviços Corporativos aumentou 4%. O grande número, como sempre, foi a receita do Azure, que saltou 64%. O crescimento está diminuindo, mas ainda está crescente.

Computação Pessoal: um aumento de 4%, para US$ 11,3 bilhões. A receita do Windows OEM cresceu 9%, enquanto a receita comercial do Windows aumentou 13%. A receita de publicidade de pesquisa menos os custos de aquisição de tráfego aumentaram 9%. A receita do notebook Surface aumentou 14% e a receita de jogos caiu 10% (o dispositivo Xbox caiu 3%).

Deixe seu comentário