Arcserve amplia oferta de backup como serviço com data center local

0
22

A Arcserve está reforçando sua estratégia de oferta de serviços de Backup as a Service (BaaS) no Brasil com a opção de Data Center no país. Segundo o IDC, o mercado de serviços em nuvem vem crescendo de maneira significativa podendo chegar, para os próximos 3 anos, a uma taxa de crescimento anual composta de 36,8% até 2023 na América Latina. Esta evolução será dez vezes maior do que o modelo tradicional (on premises).

"Por isto, estamos reforçando a nossa estratégia de oferta de cloud para o mercado brasileiro e, com esta iniciativa, podemos assegurar uma excepcional performance para nossos clientes, reduzindo em muito o tempo de resposta do link para o Data Center local, fazendo com que a replicação dos backups seja muito mais rápida, em função da menor dependência dos links internacionais", detalha Daniela Costa, vice-presidente da Arcserve para a América Latina, lembrando que a proteção integrada de dados para ambientes híbridos está apresentando uma demanda extremamente aquecida.

Esta solução integrada de BaaS é feita através do Arcserve Cloud Hybrid que inclui, no serviço de um ano, a retenção de 365 ou mais pontos de recuperação, permitindo a recuperação de todos os pontos ao longo de doze meses. Entre seus diferenciais está a facilidade de implementação e a proteção adicional efetiva de neutralização de ataques via ransomware e malwares, uma vez que ela já vem integrada com o Sophos Intercept X Advanced, solução premiada e reconhecida internacionalmente voltada para a proteção endpoint que inclui o emprego de inteligência artificial.

"Com a opção do Data Center no Brasil ficou muito mais simples oferecer a solução de BaaS da Arcserve aos clientes. O mercado demanda por soluções simples de serem implementadas e gerenciadas, e que, além de tudo, não gerem custos adicionais como, por exemplo, upgrade de links. Temos um cliente que já aderiu a este novo serviço e que hoje se beneficia de uma redução de tempo de replicação de 65% em comparação com outros serviços de BaaS oferecidos no mercado. Outro ponto de destaque neste processo foi a entrega do projeto em 25 dias, sem perda de comunicação", diz Anderson Passos, CTO da Cintech, parceiro Arcserve desde 1999.

Daniela Costa, por sua vez, destaca ainda uma peculiaridade no caso brasileiro, uma vez que o Governo Federal formalizou a revisão normativa para exigir que os dados criados ou guardados pelos órgãos públicos sejam obrigatoriamente armazenados em território nacional nos contratos de computação em nuvem². "Esta exigência legal faz com que seja ampliada ainda mais a área de atuação da Arcserve neste segmento", finaliza a executiva.

Deixe seu comentário