Mercado de mobile ticket vai crescer 150% em dois anos, diz Juniper Research

0
19

O volume de emissões de bilhetes ou ingressos pelo celular deve saltar de 6,8 bilhões em 2020 para 16,9 bilhões em 2022, conforme as restrições de circulação de pessoas são atenuadas. Cálculos da Juniper Research mostram que este avanço deve ser impulsionado principalmente pelo aumento do número de viagens e dos eventos de entretenimento são reprogramados.

De acordo com o levantamento, o segmento de ingressos móveis, incluindo aqueles comprados via sem contato, vai retomar aos níveis pré-pandêmicos de 2019 em 2022. A pesquisa, Digital Ticketing: Industry Trends, Opportunities & Market Forecasts 2020-2025, identificou os EUA como tendo um alto crescimento à medida que os impactos da pandemia COVID-19 diminuem. O estudo descobriu que o volume de transações de ingressos móveis aqui crescerá 220% entre 2020 e 2023; impulsionado pelo aumento das implantações de soluções de bilhetagem sem contato e no aplicativo.

No entanto, os ingressos para esportes e entretenimento em dispositivos móveis não voltarão aos níveis pré-pandêmicos antes de 2023. A pesquisa também descobriu que os valores de compra de ingressos móveis para entretenimento e eventos esportivos não excederão os níveis de 2019 até 2023. Embora os eventos sejam retomados antes desta data, as preocupações dos consumidores em relação aos desafios econômicos e de segurança significarão que a recuperação só será possível no longo prazo.

O estudo prevê que a bilheteria móvel desempenhará um papel fundamental na abordagem das preocupações com a segurança e no rejuvenescimento da indústria de eventos, e incentiva as partes interessadas a implantar estratégias de bilhetagem móvel agora, a fim de estarem melhor posicionadas para a reabertura dos eventos.

A autora da pesquisa Susannah Hampton explicou: "A implementação bem-sucedida da bilheteria móvel é crucial para restaurar a confiança do consumidor nos locais de entretenimento; pressionando os fornecedores de ingressos para facilitar esse requisito urgente."

Mudança para emissão de bilhetes sem contato será permanente

Os valores de transação para emissão de bilhetes sem contato se recuperarão fortemente; excedendo os valores pré-COVID até 2021, com valores crescendo para US$ 25 bilhões em 2023, de um valor de 2020 de US$ 6 bilhões. A

Juniper Research prevê que esta seja uma mudança permanente, com os usuários cada vez mais acostumados com a velocidade e conveniência dos pagamentos sem contato em vez de dinheiro e preferindo uma experiência de pagamento sem contato na tentativa de evitar o contato com o vírus.

Deixe seu comentário