Facebook anuncia plataforma para desenvolvimento de aplicações em realidade aumentada

0
5

O CEO da Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou nesta quarta-feira, 19,  durante a conferência para desenvolvedores F8, a plataforma "Camera Effects Platform", que dá aos desenvolvedores a capacidade de construir ferramentas de realidade aumentada (RA) para câmeras, como quadros de fotos, efeitos interativos e máscaras.

Os desenvolvedores também terão acesso a ferramentas, incluindo Frames Studio e RA Studio, juntamente com rastreamento de mão e do corpo.

Zuckerberg disse que inicialmente esperava que o device Oculos  Rift fosse o primeiro dispositivo principal da RA, mas agora acredita que a câmera está na pole position após o sucesso de "versões primitivas" de RA nos smartphones, incluindo Pokemon Go e filtros de rosto.

Enquanto outros podem ter pensado que esses serviços eram apenas um modismo, o Facebook anteviu "o início de uma nova plataforma", disse ele.

Explicou três casos de uso importantes em torno dos quais a RA vai se desenvolver: exibir informações como direções a seguir diretamente em estradas ou edifícios; adicionar objetos digitais a um espaço físico, como um tabuleiro de xadrez virtual em uma mesa; e aprimorando objetos existentes, tais como filtros de rosto.

Ele também acredita que muitas coisas na vida real, como uma televisão, podem ser digitais em vez de físicas, o que essencialmente torna "nossa realidade física melhor.".

A única vez que ele sugeriu como o Facebook poderia gerar receita com isso foi quando ele mostrou um exemplo de como os usuários podem adicionar um cartão de informações sobre uma garrafa de vinho com detalhes sobre onde obtê-lo e "talvez no futuro um link para comprá-lo".

Ele disse que um novo gênero de jogos de RA está chegando, assim como Street Art, onde os usuários vão apontar suas telas para um muro vazio e ver arte que normalmente não seria possível no mundo físico.

O CEO do Facebook esclareceu que levará tempo para que suas previsões se tornem realidade: "As experiências dos usuários não mudarão dramaticamente de um dia para o outro".

O Facebook também lançou o Facebook Spaces em versão beta para o Oculus Rift, um aplicativo de realidade virtual onde os usuários "conversam com amigos em um ambiente virtual divertido e interativo, como se estivessem na mesma sala".

Anunciou ainda o Messenger 2.0, que oferece aos usuários a capacidade de adicionar um bot diretamente em um grupo de chat e está sendo preparado para oferecer serviços de música, primeiro através do Spotify e, mais tarde, da Apple Music.

Deixe seu comentário