Desenvolvedores de software nos EUA apostam em modelo SaaS para reduzir custos

0
6

Mais da metade dos editores de software nos EUA esperam diminuir seus custos operacionais com o modelo de Software como Serviço (SaaS). É o que revela pesquisa da SafeNet realizada em parceria com a Software & Information Industry Association (SIIA) com 600 desenvolvedores de software credenciados à entidade e 200 usuários finais.

Dentre os benefícios que levam os editores de software à oferta de serviços baseados em nuvem, estão os relacionados com custos associados à entrega do produto, ativação e suporte, citado por 62% dos entrevistados. Motivos adicionais incluem melhorar a experiência do cliente ou "reduzir dores de cabeça para o usuário final", apontado por 46% dos questionados.

Dos desenvolvedores, 61% que já adotaram uma abordagem de entrega de software baseado em nuvem confirmam a validade dessas expectativas, relatando um impacto financeiro positivo devido à redução dos custos operacionais e o aumento de receita. Apenas 6% dos entrevistados relataram um impacto financeiro negativo ou ameaça à segurança ao migrar para a entrega de software baseado em nuvem.

O estudo ainda indica que, embora um terço dos fabricantes de software ainda não tenham adotado o modelo SaaS, 75% dos entrevistados têm planos para oferecer, pelo menos, alguns dos seus itens de portfólio de produtos como um serviço até o fim deste ano. Hoje, 65% dos editores de software oferecem a totalidade ou uma parte de suas carteiras como um serviço na nuvem.

Por outro lado, 25% dos participantes apontam como barreira à entrada neste mercado os custos e complexidade de migração do modelo onsite para a nuvem. Mais de metade  dos desenvolvedores de software (55%) afirma que as suas organizações ainda não estão prontas para a nuvem. Em média, os entrevistados disseram que levariam 16 meses para mudar a totalidade ou uma parte do seu portfólio de produtos como SaaS, no entanto, 26% dos entrevistados acreditam que eles nunca poderiam mover as suas ofertas para a nuvem.

 

Deixe seu comentário