Ações do Alibaba estreiam na Bolsa de Nova York negociadas acima dos US$ 93

0
2

A aguardada oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do gigante chinês de comércio eletrônico Alibaba nesta sexta-feira, 19, superou ainda mais as expectativas do mercado. Depois de ter levantado quase US$ 22 bilhões, com as ações precificadas a US$ 68, no topo da expectativa, com a venda de ações para investidores selecionados na quinta-feira, 18, após o fechamento dos mercados, os papéis da empresa no primeiro dia de negociação na Bolsa de Nova York abriram o pregão valendo US$ 92,70, valorização de 34%.

Logo após a abertura do pregão, às 12h58 (horário de Brasília) os papéis do Alibaba atingiram o pico, negociados a US$ 98,94, mas depois perderam o ritmo é caíram para US$ 91,18, às 13h30, mesmo assim, ainda dentro das estimativas dos analistas de Wall Street, que previram que as ações se situariam num patamar entre US$ 91 e US$ 92. No decorrer do dia, as ações reagiram e fecharam o pregão cotadas a US$ 93,89, valorização de 38,07%.

A oferta pública inicial do Alibaba situa o valor de mercado da companhia em US$ 168 bilhões, uma das maiores listadas nos EUA ­— sua capitalização de mercado já é maior do que a da Amazon.com, estimada em US$ 150 bilhões. Os investidores que tiveram a sorte de adquirir ações no pré-IPO do Alibaba na quinta-feira poderão obter grandes ganhos.

Mais de 1,7 mil empresas de investimento em todo o mundo colocaram ordens para as ações do Alibaba, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto disseram ao The Wall Street Journal. Cerca de metade delas não tem ações, enquanto outras têm menos de 5% do que pediram, disseram as fontes. Além disso, 25 empresas de investimento venderam cerca da metade das ações no IPO, segundo as mesmas pessoas.

"Isso está extraordinariamente concentrado, para um negócio desse tamanho", disse um banqueiro familiarizado com o processo ao jornal americano. Essa grande concentração, segundo ele, pode impactar os ganhos neste primeiro dia de negociação na Bolsa de Nova York.

Notícia atualizada às 18h17.

Deixe seu comentário