Ações da Oracle caem mais de 5% após renúncia de CEO e resultados abaixo das expectativas

0
4

O anúncio feito pela Oracle na quinta-feira, 18, de que Larry Ellison concordou em renunciar ao cargo de presidente-executivo (CEO) da empresa, após 37 anos em seu comando, bem como a divulgação do balanço financeiro referente ao primeiro trimestre fiscal, abaixo das expectativas do mercado, não foram bem recebidos por Wall Street.

Logo após os anúncios, as ações da empresa, no chamado after-hours trading — negociação após o fechamento da Nasdaq —, de quinta-feira, fecharam a US$ 40,85, queda de 1,68% em relação ao encerramento do pregão do dia anterior. A queda permaneceu durante o pregão desta sexta-feira, 19, quando as ações da Oracle abriram as negociações valendo US$ 40,58, recuo de 2,3%, o qual atingiu pico de 5,4% às 12h10 (horário de Brasília), com os papéis cotados a US$ 39,30. No encerramento do pregão o recuo diminui para 4%, com os papéis cotados a US$ 39,87.

A companhia encerrou o primeiro trimestre do ano fiscal de 2015, fechado em 31 de agosto, com lucro líquido de US$ 2,2 bilhões (cifra estável em relação a um ano antes) e de US$ 0,47 a ação, bem como com receita de US$ 8,6 bilhões, 3 % maior, na mesma comparação. Porém, Wall Street estimava que a companhia obtivesse lucro de US$ 0,64 a ação e receita de US$ 8,78 bilhões, segundo informações do site de finanças Benzinga.

Deixe seu comentário