Google paga US$ 17 milhões para encerrar processo por violação de privacidade

0
1

O Google concordou em pagar US$ 17 milhões para pôr fim a um processo, que se estende a 37 estados americanos, mais o Distrito de Columbia, no qual a empresa é acusada de utilizar, sem autorização, cookies no Safari, navegador de internet da Apple, para rastrear computadores de usuários, entre 2011 e 2012, dificultando os ajustes que poderiam bloqueá-los. O recurso, usado pelo Google com fins publicitários, permitia ajustar a seleção de anúncios segundo as atividades dos usuários na internet.

 Além da multa, o gigante das buscas se comprometou a não utilizar mais o tipo de código capaz de alterar configurações de navegadores sem o consentimento do usuário. Também concordou em manter uma página na web, por cinco anos, para prestar esclarecimentos sobre o uso de cookies.

O Google já tinha firmado a um acordo por práticas similares em agosto de 2012 com a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês), a qual aceitou pagar multa de US$ 22,5 milhões. Também se comprometeu a desativar todos os cookies que não deveria ter instalado.

Em comunicado à imprensa americana, um representante do Google, disse que a empresa tem "tomado medidas para remover cookies de publicidade, que coletaram informações pessoais por meio do navegador da Apple". Com informações de agências internacionais.

Deixe seu comentário