Pesquisa mostra que transformação digital e complexidade da nuvem estão pressionando CIOs

0
30

A Dynatrace anuncia os resultados de uma pesquisa global independente feita com 700 CIOs (Chief Information Officers). O estudo revela que os líderes de TI estão cada vez mais preocupados com a aceleração da transformação digital e a complexidade dos ambientes modernos baseados em Nuvem, que vêm colocando as equipes digitais já sobrecarregadas sob ainda mais pressão. Isso compromete o tempo para inovação e limita a capacidade das equipes de priorizar tarefas que geram valor e, também, resultados melhores para empresas e seus clientes.

De acordo com a pesquisa:

–  89% dos CIOs dizem que a transformação digital tem acelerado nos últimos 12 meses e 58% preveem que ela continuará a crescer no futuro em curto prazo.

– 86% das empresas utilizam tecnologias nativas em Nuvem que incluem microsserviços, contêineres e Kubernetes para acelerar a inovação e obter melhores resultados de negócios.

– 63% dos CIOs dizem que a complexidade de seus ambientes Cloud ultrapassou a capacidade humana de gerenciamento.

– 44% do tempo dos times de operações de TI e Nuvem é desperdiçado em atividades rotineiras e manuais para "manter as operações funcionando", custando às organizações uma média de US$ 4,8 milhões por ano.

– 56% dos líderes ouvidos afirmam que quase nunca conseguem atender todas as necessidades que os negócios atribuem à TI.

– 70% dos CIOs dizem que seus times são forçados a gastar muito tempo em tarefas manuais que poderiam ser automatizadas, caso tivessem outros meios.

"Os benefícios da TI e da automação de negócios vão muito além da economia de custos. As organizações precisam destas capacidades para gerar receita, permanecer conectadas aos clientes e manter times produtivos. Sem isso elas enfrentarão a extinção", diz Bernd Greifeneder, Chief Technology Officer (CTO) e fundador da Dynatrace. "Investir em automação permite que as equipes digitais aproveitem ao máximo o crescente volume e variedade de dados de seus ambientes complexos, com múltiplas Nuvens e contêineres. Com a plataforma correta de Observability, as equipes podem transformar esses dados em respostas acionáveis, conduzindo uma mudança cultural em toda a organização e liberando seus escassos recursos de engenharia a se concentrarem no que é mais importante: clientes e negócios".

Conclusões adicionais:

A migração para soluções nativas em Nuvem acelera a inovação e aumenta a complexidade

– Empresas estão usando tecnologias nativas para a Nuvem, incluindo microsserviços (70%), contêineres (70%) e Kubernetes (54%) para avançar a inovação e obter melhores resultados de negócios.

– 74% dos CIOs afirmam que o aumento do uso de tecnologias nativas em Nuvem vai conduzir seus times a mais esforços manuais e desperdício de tempo tentando "manter as luzes acesas".

– Mais de dois terços (69%) dos CIOs buscam uma abordagem radicalmente diferente para suas operações, na medida em que a adoção de Kubernetes aumenta a complexidade e torna ambientes de TI ainda mais difíceis de serem gerenciados manualmente.

Ferramentas tradicionais e o esforço manual não acompanham o ritmo

– Em média, empresas utilizam 10 soluções de monitoramento em toda sua infraestrutura tecnológica. No entanto, os times de digital só possuem Observability completa em 11% de seus ambientes de aplicações e infraestrutura.

– 90% dos CIOs encontram barreiras que os impedem de monitorar uma proporção maior de suas aplicações.

– A natureza dinâmica dos ecossistemas híbridos e multiCloud amplifica a complexidade. 61% dos CIOs dizem que seu ambiente de TI muda a cada minuto ou menos, enquanto quase um terço (32%) diz que seu ambiente muda pelo menos uma vez a cada segundo.

CIOs buscam uma mudança radical

– Quase três quartos (74%) dos CIOs dizem que sua empresa perderá vantagem competitiva se a TI não for capaz de gastar menos tempo "mantendo tudo funcionando".

– 84% dizem que a única maneira eficaz de avançar é reduzir o número de ferramentas e a quantidade de esforço manual que as equipes de TI investem no monitoramento e gerenciamento da Nuvem e da experiência do usuário.

– 72% dizem que não podem continuar conectando as ferramentas de monitoramento para manter a Observability. Em vez disso, eles precisam de uma única plataforma que cubra todos os casos de uso e ofereça uma fonte consistente de respostas.

Observability, automação e Inteligência Artificial

– 93% dos CIOs acreditam que a assistência de Inteligência Artificial será essencial para a capacidade de TI em lidar com cargas de trabalho crescentes e entregar valor máximo para os negócios.

 

– Os CIOs esperam que a automação de TI reduza em 38% a quantidade de tempo gasto "na manutenção" das aplicações de Nuvem e de negócios, economizando às organizações US$ 2 milhões por ano, em média.

– Apesar dessa vantagem, apenas 19% de todos os processos de operações repetíveis para gerenciamento de experiência digital e Observability foram automatizados.

"A história mostra que as organizações de sucesso usam os momentos de ruptura a seu favor", diz Roberto Carvalho, Vice-Presidente da Dynatrace para América do Sul. "Agora é a hora de quebrar silos, estabelecer uma verdadeira abordagem de BizDevOps e entregar processos ágeis em uma proposta consistente e contínua. Isso é essencial para uma automação eficaz e inteligente e, mais importante, para permitir que os engenheiros assumam mais responsabilidade de ponta a ponta pelos resultados e valor que criam para o negócio", acrescenta.

O relatório é baseado em uma pesquisa global com 700 CIOs de grandes empresas com mais de 1.000 funcionários, conduzida pela Vanson Bourne e encomendada pela Dynatrace. A amostra incluiu 200 entrevistados nos EUA, 100 no Reino Unido, França e Alemanha e 50 na Austrália, Cingapura, Brasil e México, respectivamente.

Deixe seu comentário