Conformidade com SOPA e PIPA pode custar "bilhões" à cadeia de publicidade online

    0
    6

    Especialistas estimam em bilhões os gastos que a cadeia de fornecimento de publicidade online – redes de anúncios, processadores de pagamento, serviços de hospedagem, motores de busca e outros — teria de arcar para monitorar conteúdos e links embutidos em páginas da Web para cumprir o que estipulam os projetos de lei antipirataria norte-americanos Stop Online Piracy Act (SOPA) e Protect  Intellectual Property Act (PIPA), alvos de vários protestos na internet.

    Segundo os que se opõem à legislação, as consequências de sua aprovação incluem possível reversão do crescimento registrado pela publicidade online nos Estados Unidos.

    Dados da eMarketer preveem que em 2011 as vendas de anúncios online naquele país cresceram 23%, para US$ 32 bilhões, e devem atingir US$ 39,5 bilhões este ano, ultrapassando os gastos com jornais impressos e revistas.

    A conformidade com o SOPA e o PIPA, segundo eles, tem potencial de congelar investimentos de risco já previstos para as empresas online e suprimir a publicidade em mídia social.

    Na área de publicidade, a percepção de muitos especialistas é que monitorar cada parte do conteúdo oriundo de contribuição em websites é extremamente dispendioso, e que os reflexos do PIPA e do SOPA, em termos de gastos e de esforços de adequação, podem ser comparados aos da Lei Sarbanes-Oxley (SOX), de 2002.

    Uma pesquisa de 2004 revela que os custos totais do primeiro ano de cumprimento à seção 404 da SOX superaram US$ 4,6 milhões por cada uma das empresas americanas com mais de US$ 5 bilhões em receita anual.

    (com informações da MediaPost Publications)

    Deixe seu comentário