Intel reestrutura alto escalão e reacende boatos sobre saída de Paul Otellini

0
3

A Intel divulgou nesta sexta-feira, 20, uma grande reestruturação no alto escalão da empresa. A medida, como diz comunicado da fabricante de chip, "visa reconhecer a performance dos executivos e dar-lhes novos papéis para desenvolvimento profissional", mas acabou reacendendo os boatos sobre uma possível substituição do CEO, Paul Otellini.

Com o novo plano, Andy Bryant deixa de ser vice-presidente para se dedicar integralmente ao conselho de administração da empresa como presidente. Para o lugar dele, a Intel irá promover dois executivos, cujos nomes serão revelados em uma reunião da área em maio. O cargo de chief purchasing officer (CPO, ou diretor de logística) sai das mãos de Brian Krzanich, que passa a ocupar a posição de chief operating officer (COO, ou diretor de operações) e a responder diretamente a Otellini. Ele manterá suas responsabilidades e acumulará as gestões de TI e RH, funções anteriormente a cargo de Bryant. Agora, quem ocupará o posto de CPO da Intel será Dadi Perlmutter, que acumula a função com a liderança do Grupo de Arquitetura da Intel.

Stacy Smith, vice-presidente sênior e chief financial officer (CFO, ou diretor financeiro), que antes respondia a Bryant, passa a se roportar diretamente ao CEO, assim como Bill Holt, vice-presidente sênior e chefe do Departamento de Desenvolvimento Tecnológico. Diane Bryant assume a vice-presidência e o cargo de CEO, deixando a posição de vice-presidente global de operações e serviços de TI a Kim Stevenson. Por fim, a área de PCs tem um novo líder, Kirk Skaugen, que antes era o vice-presidente no comando do negócio de data center.

As mudanças, anunciados um dia após a divulgações dos resultados financeiros de 2011, são vistas por analistas como um começo de uma corrida em busca do posto máximo da empresa. Paul Otellini já tem 61 anos e, segundo regras da Intel, pode ser CEO até 2015. Procurada pela imprensa internacional, a empresa disse que ele permanece no cargo até 2016, mas ressaltou que todos que chegam ao posto máximo da companhia são escolhidos internamente.

Deixe seu comentário