Receita da IBM retoma ao declínio em meio ao COVID-19, mas ganhos superam expectativas

0
0

A IBM divulgou nesta segunda-feira, 20,  que a receita retornou a um declínio no primeiro trimestre em meio à expansão do COVID-19, mesmo com as vendas da Red Hat impulsionando seus negócios na nuvem.

A empresa registrou lucro líquido no primeiro trimestre de US$ 1,18 bilhão contra US$ 1,59 bilhão, no mesmo período do ano anterior. A receita caiu de US$ 18,18 bilhões para US$ 17,57 bilhões no mesmo trimestre do ano anterior.

A IBM espera que ofertas de software da Red Hat e outras mudanças possam revigorar seus negócios. Arvind Krishna, CEO que assumiu oficialmente no início deste mês, depois que a empresa anunciou no final de janeiro que Ginny Rometty estava deixando o cargo.

As vendas de nuvem e software cognitivo, que incluem os negócios da Red Hat da IBM, chegaram a US$ 5,24 bilhões.  A receita de sistemas, que inclui mainframes, foi de US$ 1,37 bilhão. A receita global de serviços de tecnologia chegou a US$ 6,47 bilhões, e a receita global de serviços de negócios representou US$ 4,14 bilhões em vendas.

Deixe seu comentário