Como o TDM pode auxiliar as instituições frente à LGPD

0
136

Num momento de crescente transformação digital, recursos tecnológicos precisam ser disruptivos e permitir cada vez mais a automação de processos, deixando às pessoas, funções intelectuais. O Test Data Management, TDM é uma ferramenta automatizada de gestão de massa de dados para desenvolvimento e teste de grandes aplicações que proporciona ganhos exponenciais de desempenho.

A fim de garantir a qualidade de software, vários tipos de testes são realizados durante o seu desenvolvimento. Parte fundamental para a realização desses testes, são amostras de dados que representam situações reais para os sistemas. É uma prática comum, aos times de desenvolvimento, recorrer a bases de dados reais para obter uma amostra real de dados negociais e de clientes, e este processo nem sempre preserva a privacidade dos clientes ou empregados, ocasionando vazamentos e fraudes. 

A nova Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, entra em vigor com o propósito de garantir a privacidade de dados aos cidadãos e isso traz reflexos aos processos internos das instituições, sobretudo no que diz respeito à forma de lidar com dados pessoais. Neste cenário, o uso do TDM, como ferramenta de engenharia de dados, ganha cada vez mais força e destaque por ser aderente à lei, oferecendo recursos para a gestão de massa de dados para os ambientes de desenvolvimento e teste.

Geração de dados sintéticos: Uma recomendação da LGPD é que dados reais sejam evitados desde a concepção de projetos de desenvolvimento de software, assim, o TDM se torna ferramenta estratégica, para manter o projeto em conformidade com a lei além de alto ganho em performance por parte dos projetos com a automação da criação de dados de forma infinitamente mais rápida que os métodos tradicionais. Sendo este processo, passível de integração com esteiras do ecossistema de entrega contínua (DEVSECOPS), acionado uma ou mais vezes no decorrer do processo.

Anonimização de dados: Há momentos em que o acesso aos dados reais – dados produtivos – é inevitável, como em situações de manutenção ou evolução de sistemas legados. Neste momento a lei é rígida, os dados pessoais não podem ser acessíveis pelos times de desenvolvimento. Neste momento o TDM oferece um de seus principais recursos, a anonimização de dados pessoais.

Em uma das formas para se executar tal função, o TDM se conecta a uma base de dados produtiva, extrai um subconjunto, previamente mapeado, de dados específicos para testes do cenário em questão, aplica funções de transformação de dados pessoais em dados úteis não identificáveis, porém com formato similar, então os insere no ambiente de teste ou desenvolvimento, mantendo a coerência necessária ao funcionamento da aplicação, entretanto de forma totalmente anonimizada. 

Para se realizar testes dessa natureza, de forma tradicional, dados são manipulados manualmente, o que pode levar vários dias. Com as tabelas do banco de dados, mapeadas pelo TDM, pode-se realizar a mesma tarefa instantaneamente.

Conclui-se que instituições que utilizam a solução TDM, tem como diferencial competitivo, a aceleração de performance de times de desenvolvimento e teste, melhor nível de qualidade geral de software, redução drástica de custo com gestão de massa de dados, compliance com a LGPD e eliminação de risco de grandes penalidades legais por vazamento de dados e fraudes.

Jairton Pimenta, especialista em TDM na GFT Brasil.

Deixe seu comentário