Google: mais um round no plano de Trump para minar atuação da Huawei nos EUA

0
0

O Google suspendeu, neste domingo 19, o acesso da Huawei a alguns de seus serviços, como o suporte ao Android, informou a agência de notícias Reuters. Essa suspensão vem na esteira de uma espécie de cruzada movida pelo presidente dos Estados Unidos Donald Trump contra a companhia chinesa e, com isso, os próximos lançamentos da marca não terão mais acesso a recursos como Gmail e Play Store.

Já a partir de agora, a Huawei não terá mais acesso a qualquer serviço da Google que exija algum tipo de transferência de hardware ou software. Restam, assim, acesso apenas aos serviços distribuídos por meio de licenças de código aberto. Em suma, a Huawei perde acesso às atualizações do Android, mas ainda tem acesso ao núcleo do sistema distribuído por meio do Android Open Source Program (AOSP).

Com isso, a marca chinesa ficará a mercê de a Google liberar atualizações em seu canal aberto (o AOSP), o que pode ocasionar demora na distribuição de novas versões do Android e de updates de segurança para os dispositivos da marca. Sem dúvida, isso será um entrave muito grande para a consolidação dos planos da empresa.

Ordem de Trump

Em nota enviada ao The Verge, a Google alegou estar agindo para cumprir a recente decisão de banir algumas companhias chinesas tomadas pela administração do presidente estadunidense.

"Estamos agindo em conformidade à ordem [de suspensão emitida pelo Departamento de Comércio dos EUA] e revisando as suas implicações", registrou um porta-voz da companhia.

A ordem citada pelo representante da Google é o embargo econômico levantado por Donald Trump contra a China e que inclui a proibição de qualquer empresa do país norte-americano de fazer negócios com 71 empresas chinesas, entre as quais está a Huawei.

Resistência

A Huawei informou, em comunicado enviado à imprensa nesta manhã de segunda-feira, 20, que tem feito contribuições substanciais para o desenvolvimento e crescimento do Android em todo o mundo. "Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos de perto com a plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que tem beneficiado tanto usuários quanto o setor", diz o texto.

No comunicado, a fabricante afirma que continuará a fornecer atualizações de segurança e serviços de pós-venda para todos os produtos Huawei, cobrindo todos aqueles que já foram vendidos ou ainda estão em estoque. Continuaremos empenhados em construir um ecossistema de software seguro e sustentável, a fim de fornecer a melhor experiência para todos os nossos usuários globalmente.

"A Huawei tem feito contribuições substanciais para o desenvolvimento e crescimento do Android em todo o mundo. Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos de perto com a plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que tem beneficiado tanto usuários quanto o setor. A Huawei continuará a fornecer atualizações de segurança e serviços de pós-venda para todos os produtos Huawei, cobrindo todos aqueles que já foram vendidos ou ainda estão em estoque. Continuaremos empenhados em construir um ecossistema de software seguro e sustentável, a fim de fornecer a melhor experiência para todos os nossos usuários globalmente", encerra o texto.

Deixe seu comentário