A nova era da conectividade 5G

0

Que a rede 5G é um grande salto evolutivo em relação à rede que é empregada atualmente já é fato. Mas, muito mais do que isso, o 5G impulsionará uma maior adoção de tecnologias e, segundo a IDC, deve movimentar no Brasil cerca de R$ 130 bilhões. 

Diante desta movimentação de mercado, as empresas investiram em tecnologias para acompanhar a evolução. Porém, esse investimento deve ser muito bem pensado e realizado de forma estratégica, já que o lançamento vem para ficar e pode ser a ponte para outras redes que serão lançadas no futuro. 

Como um amante de tecnologia e alguém que faz parte deste setor há muitos anos, lembro-me como se fosse ontem da evolução da internet móvel e atualmente vejo o quanto caminhamos desde então. A pandemia, mesmo com tantos efeitos negativos, acelerou esse processo. 

A 1ª geração de conexões surgiu com o simples objetivo de possibilitar ligações de voz em um aparelho sem fio. Alguns anos depois, o 5G já promete integrar a toda a sociedade, oferecendo muito mais do que velocidade de rede. 

Diante da expansão do ecossistema 5G, não só a inteligência artificial será beneficiada. A entrega de experiências imersivas para esportes e entretenimento, varejo e educação também serão possíveis, além da criação de cidades inteligentes e a implantação de mais eficiência em fábricas. 

A comunicação em tempo real também é algo que presenciará mais vantagens. Por exemplo, em uma empresa, a rede de conexão mais avançada permite que os colaboradores trabalhem de qualquer parte do mundo como se estivessem juntos fisicamente. Claro que isso já é possível atualmente, mas o 5G permitirá que esta atividade seja realizada com maior qualidade, tanto de som, quanto de imagem. 

Um exemplo de case da tecnologia é o da Ericsson, com sede em Estocolmo, na Suécia. Utilizando a plataforma NVIDIA Omniverse, a empresa de telecomunicação construiu um digital twin para redes 5G. Essas informações são cruciais porque tudo, desde a localização das árvores até a altura e composição dos edifícios, pode impactar nos sinais sem fio 5G em redes que atendem smartphones, tablets e milhões de outros dispositivos conectados à internet. Esta tecnologia beneficiou, e muito, a implantação da empresa, já que serão mais de 15 milhões de microcélulas que serão implantadas globalmente pelas operadoras de rede nos próximos cinco anos. 

Porém, mesmo com todos esses benefícios, no Brasil, o 5G ainda terá um longo caminho a ser percorrido para ser implementado. Um dos principais é a infraestrutura, seguida pelos aspectos regulatórios e manutenção preventiva. 

Apesar de todos esses entraves, a tecnologia 5G veio para ficar e será transformada para todas indústrias e modelos de negócio. Esta chegada não será do dia para noite, mas precisamos estar preparados. 

Enquanto muitos países ainda discutem o 5G, a China divulgou no começo deste ano que o 6G será comercializado mundialmente em apenas 8 anos. A tecnologia não só permitirá que os dados sejam transferidos a velocidade pelo menos 20x mais rápida do que os padrões anteriores, como também revelará o uso de tecnologias que ainda nem sabemos que serão criadas. 

A tecnologia se desenvolve a cada instante e nunca é cedo para pensarmos no futuro, afinal, como dizem por aí, o futuro já é agora. 

Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui