Samsung é multada em US$ 2,3 milhões por violar acordos comerciais com os EUA

0
3

A Samsung foi multada em US$ 2,3 milhões pelo Departamento de Justiça (DOJ) dos Estados Unidos, em razão de um processo por ter enganado os EUA sobre onde alguns de seus produtos foram fabricados, violando acordos comerciais, segundo informações do jornal americano Washington Post.

As agências federais adquiriram produtos de revendedores Samsung, acreditando que eles foram fabricados na Coréia do Sul e México, que são cobertos pelo acordo de comércio. Segundo as regras de contratação do governo, as agências federais são obrigadas a comprar produtos feitos nos Estados Unidos ou em países que a América tem um acordo comercial.

A fabricante sul-coreana prontamente disse que os seus produtos correspondiam a essas exigências, e fechou o negócio. Acontece, porém, que o governo americano descobriu que os produtos da Samsung eram, de fato, feitos na China, onde os norte-americanos não têm acordo de livre comércio.

O processo foi aberto originalmente por um ex-funcionário da Samsung, Robert Simmons, com base na Lei de Falsas Alegações (FCA, na sigla em inglês), a qual permite que cidadãos americanos entrem com ações judiciais em nome do governo. Simmons terá direito a receber uma parcela da indenização após o julgamento, valor que ainda não foi decidido, segundo o Departamento de Justiça.

Deixe seu comentário