Vendas online globais via dispositivos móveis devem atingir US$ 84 bilhões neste ano

0
10

As vendas online globais via dispositivos móveis — mobile commerce, ou m-commerce — realizadas por varejistas devem totalizar US$ 83,78 bilhões neste ano, respondendo por 21,2% dos US$ 394,71 bilhões das vendas totais na web, de acordo com dados da edição 2015 do relatório Internet Retailer Mobile 500. A cifra, se confirmada, representará um aumento de 79,9% na comparação com os US$ 46,56 bilhões registrados em 2013.

O Internet Retailer Mobile 500 não inclui o eBay, porque o site de leilões e comércio eletrônico não vende produtos em seu próprio nome, apenas comercializa produtos de pessoas físicas e outros comerciantes. Entretanto, como o eBay facilita uma enorme quantidade de comércio móvel, é considerado na estimativa de vendas de m-commerce.

O gigante da internet registrou US$ 20 bilhões em vendas feitas a usuários de smartphones e tablets em 2013, e o estudo projeta um crescimento de 70% neste ano, para US$ 34 bilhões. Se eBay fosse incluído entre os líderes do ranking, o comércio móvel atingiria US$ 117,78 bilhões neste ano.

De acordo com o estudo, 59% das vendas móveis dos varejistas foram feitas a partir de tablets, enquanto 41% vieram de usuários de smartphones. No entanto, muitos analistas preveem que o surgimento de smartphones maiores que tornam a compra mais fácil, bem como iniciativas da Apple de abrir seu scanner biométrico para desenvolvedores habilitarem o checkout por toque, irá impulsionar as vendas móveis.

Tendências de m-commerce

Dados do relatório revelam várias tendências, mas duas são bem pronunciadas. A primeira é que o número de varejistas com sites responsivos aumentou 164% na comparação com o estudo anterior. Mais de um quinto dos principais varejistas de m-commerce adotaram design responsivo, e desenvolvedores e especialistas preveem que esse número crescerá mais a metade no próximo ano.

A segunda tendência é que 42,4% das vendas móveis foram provenientes de aplicativos móveis, enquanto 57,6% vieram de websites via smartphones e tablets. Em média, os apps responderam por cerca de 30% das vendas móveis. Além disso, o número de aplicativos oferecidos por varejistas e o número dos que oferecem apps têm aumentado significativamente.

O Internet Retailer Mobile 500 ouviu 366 varejistas nos EUA e 134 varejistas na China, Reino Unido, Rússia, Brasil, África do Sul e outros 16 países. A edição de 2015 também apresenta 30 novos varejistas móveis, incluindo a Sony Electronics (nº 66) e a Nomorerack.com (nº 77).

O guia analisa 53 tipos de dados de cada varejista, incluindo indicadores financeiros, tais como vendas móveis e crescimento; métricas operacionais, tais como visitantes móveis únicos e taxa de conversão; dados de marketing, tais como recursos móveis do programa de marketing e recursos de aplicativos móveis, além de informações corporativas, como nome e número de telefone sede do comércio móvel.

Deixe seu comentário