Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Setor de TIC gerou quase 150 mil novos postos de trabalho entre...

Setor de TIC gerou quase 150 mil novos postos de trabalho entre janeiro e agosto

0
Publicidade

De janeiro a agosto de 2021, o Macrossetor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) contratou 147.248 novos profissionais no Brasil – um aumento de 149% em relação ao total de postos de trabalho criados em todo o ano passado: 59 mil. Os dados são do “Monitor de Empregos e Salários” – relatório mensal produzido pela Brasscom para acompanhar o mercado de trabalho.

Na comparação direta entre os meses, o crescimento também é significativo. Em agosto de 2020 foram 13.482 novos postos, enquanto, em agosto deste ano, 20.880. Ao comparar o total de empregados no Macrossetor de TIC ao fim do ano passado – cerca de 1,6 milhão de pessoas – com os dados mais recentes, houve uma variação positiva de 9%. O avanço é especialmente significativo quando comparado ao restante da economia brasileira, que, no período, registrou um crescimento de vagas ocupadas mais tímido: 4,6%.

Para a Brasscom, ainda que evidenciem a resiliência do Macrossetor de TIC, mesmo em meio à pandemia de Covid-19, esses dados apontam para desafios que o país precisa transpor a curto e médio prazo. Um deles é a atração e capacitação de talentos na área – dados da associação apontam para a formação de apenas 46 mil profissionais, a cada ano, com perfil tecnológico no país.

“Equalizar a diferença entre demanda e formação em TIC é uma grande oportunidade para o Brasil”, afirma o presidente executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo, “estimulando, assim, o crescimento das empresas, o desenvolvimento do país, e uma verdadeira revolução da realidade social de milhares de brasileiros”.

Outra preocupação das empresas de tecnologia é a possibilidade de não prorrogação da desoneração da folha de pagamento – com encerramento previsto ao fim deste ano. “Trata-se de uma política estruturante e que tem se mostrado essencial para a manutenção e geração de novos empregos em diversos setores, incluindo o de Tecnologia da Informação”, garante o presidente da Brasscom.

A manutenção da política da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB), conhecida como “desoneração da folha” tramita na Câmara dos Deputados através do Projeto de Lei 2541/2021, de autoria do deputado federal Efraim Filho (DEM-PB). A medida foi aprovada por unanimidade pela Comissão de Finanças e Tributação e aguarda votação na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile