BlackBerry chega a acordo para vender maioria de imóveis no Canadá

0
3

A BlackBerry chegou a um acordo para vender a maioria dos imóveis que possui no Canadá, como parte de seu plano de recuperação financeira. O último balanço divulgado pela empresa, encerrado em novembro do ano passado, mostra um prejuízo de US$ 4,4 bilhões.

Em comunicado, a fabricante de smartphones diz vai vender mais de 3 milhões de metros quadrados de espaço, além de imóveis desocupados. A empresa também disse que pretende alugar espaços para abrigar sua sede e outras operações.

Os detalhes financeiros da operação não foram divulgados pela empresa, assim como os nomes dos compradores, mas estimativas de especialistas do mercado imobiliário canadense apontam que a venda das propriedades pode render até US$ 491 milhões à BlackBerry, com base no valor de mercado dos edifícios e acordos de arrendamento.

A medida é parte do plano de recuperação elaborado pelo CEO interino John Chen. Desde que foi nomeado para o cargo em novembro do ano passado, o executivo chegou a um acordo com a Foxconn para terceirizar a produção de smartphones, além de ter vendido parte dos imóveis da BlackBerry no Canadá. Esta seria uma segunda etapa do plano.

A BlackBerry anunciou a intenção de vender seus imóveis há dois meses e continua empenhada em ter "uma presença forte" no Canadá, segundo Chen. "Continuamos a considerar Waterloo [cidade da província de Ontário] casa para a nossa sede mundial", disse ele à imprensa. Com informações de agências internacionais.

Deixe seu comentário