Publicidade
Início Gestão Infraestrutura Pesquisa do RS terá R$ 50 milhões para recuperar equipamentos

Pesquisa do RS terá R$ 50 milhões para recuperar equipamentos

0
Publicidade

A ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, anunciou nesta sexta-feira (21), em Porto Alegre (RS), o edital da Finep para a recuperação emergencial de equipamentos e ambientes de pesquisa no Rio Grande do Sul. A chamada no valor de R$ 50 milhões tem recursos não reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e visa auxiliar a retomada de instituições gaúchas atingidas pelas enchentes.

O anúncio foi feito na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre com a presença de representantes da comunidade acadêmica e governo do Rio Grande do Sul. Segundo Luciana Santos, o governo federal não poupou recursos para ajudar os gaúchos, enquanto o MCTI tomou medidas para auxiliar pesquisadores e instituições.

“Uma preocupação do MCTI foi garantir a antecipação do pagamento de bolsas e auxílios do CNPq e prorrogação do prazo de 5.532 bolsas de iniciação científica, mestrado, doutorado e fomento tecnológico. O pagamento foi feito em maio para bolsas de junho e julho. Uma medida que foi possível graças a uma antecipação financeira de R$20 bilhões do ministério. Esses R$50 milhões de hoje são específicos para o Rio Grande do Sul, pois entendemos que a ciência feita aqui também é importante para todo o país”, afirmou a ministra.

O ministro da Secretaria de Apoio à Reconstrução do RS, Paulo Pimenta, disse que o estado tem agora uma oportunidade por meio das universidades e grupos de pesquisa de avançar na pauta climática.

“Nenhum de nós estava preparado para enfrentar essa realidade que se abateu sobre o estado do Rio Grande do Sul nos últimos 45 dias. Talvez essa experiência tenha o poder de levar as pessoas a refletir sobre a realidade, por muitos ignorada. Muitos anos de debates e seminários talvez não tivessem o poder de produzir o efeito que essa realidade tem produzido. Eu não me lembro de outro momento de tanta efervescência acadêmica como estamos vendo nas universidades e Institutos e grupos de pesquisa no Rio Grande do Sul”, frisou.

Já a secretária de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS, Simone Stülp, listou as ações do governo estadual para reconstrução e mitigação das mudanças no clima. Ela também elogiou a união de esforços entre as instituições.

“Eu gostaria de agradecer ao governo federal, em nome do MCTI, da Finep, por esse olhar especial para as demandas e estruturas de CTI do Rio Grande do Sul. Somos um estado que se destaca na área de ciência, tecnologia e inovação por diferentes contextos e rankings, e eu não tenho dúvida que essa é uma fortaleza que temos e por meio dela que poderemos sair mais fortalecidos desde momento”, declarou.

Participaram do anúncio o Fórum dos Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop) Regional Sul; Fórum das Universidades Públicas e Institutos Federais do Rio Grande do Sul (Foripes); Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas; Universidade Federal de Pelotas; Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Sair da versão mobile