Motoristas ingleses querem vinculação empregatícia do Uber

0
10

O Uber foi chamado pela Suprema Corte britânica para defender seu modelo de negócios contra motoristas que desejam ser classificados como empregados.

"Os motoristas não tinham a obrigação de usar o aplicativo a qualquer momento ou de aceitar as viagens oferecidas a eles; a Uber não os pagava por nenhum serviço e os motoristas incorriam em todas as despesas necessárias", diz o Uber em um documento legal.

O Uber pediu a audiência da Suprema Corte depois de perder dois recursos no caso.

Um julgamento não é esperado até outubro. Se o tribunal decidir contra o Uber, a empresa provavelmente não terá outro recurso. Um tribunal terá que determinar como aplicar a decisão.

Separadamente, o Uber ainda está tentando recuperar sua licença para operar em Londres, que foi retirada em novembro pela segunda vez em dois anos. O apelo será ouvido em setembro.

Deixe seu comentário