Publicidade
Início Newsletter (TI Inside) Vendas de notebooks se recuperaram após sete trimestres consecutivos de queda

Vendas de notebooks se recuperaram após sete trimestres consecutivos de queda

0
Publicidade

Atravessando um dos períodos de maior retração dos últimos anos, as vendas de notebooks voltaram a crescer no segundo trimestre deste ano. É o que mostram os dados preliminares de uma pesquisa da NPD DisplaySearch, divulgada nesta quinta-feira, 21, depois de sete trimestres consecutivos de declínio nas remessas mundiais.

De acordo com o levantamento, entre abril e junho foram embarcadas 45,1 milhões de unidades, o que representa um aumento de 1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Depois de um declínio de 20% em 2013, as cinco principais marcas de notebooks cresceram, no conjunto, 16% no segundo trimestre em relação a igual período do ano passado.

Com fortes vendas na Europa, China e América Latina, a fabricante chinesa Lenovo superou a HP na liderança do mercado, com uma participação de 18% no total de embarques. A Asus aparece na terceira posição, no lugar da Dell, impulsinada principalmente pelo aumento das remessas para Europa, China e Ásia (veja tabela abaixo).

Em contrapartida, os embarques de tablets mantiveram a tendência de queda verificada no trimestre anterior, registrando recuo de 12%, ano sobre ano, no número de embarques das cinco principais marcas.

“A América do Norte e a Europa Ocidental têm melhorado e registraram um crescimento positivo de dois dígitos, em decorrência da combinação dos ciclos de substituição de PCs entre os consumidores e a migração do Windows XP, após o anúncio da Microsoft, em abril, que deixará de prestar suporte ao sistema operacional”, disse Hisakazu Torii, vice-presidente de pesquisas de aplicações inteligentes da NPD DisplaySearch. “O mercado de notebooks também se beneficiou do lançamento de Chromebooks [notebooks com o sistema Chrome OS, do Google] e outros notebooks de baixo preço.”

Apesar dos números positivos, analistas dizem que ainda não é possível saber se a recuperação das vendas é consistente e quanto tempo vai durar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile