Avianca Brasil recebe autorização da Anac para fornecer conectividade de bordo

0
11

Após obter aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para a instalação de equipamentos em junho, a Avianca Brasil foi autorizada pela Anac na segunda-feira, 19, a utilizar conexão via satélite para oferecer conectividade de bordo. A companhia anunciou formalmente nesta quarta, 21, já disponibilizar o serviço em uma aeronave. Nos primeiros três meses, a conexão será gratuita: nesse período, a companhia aérea fará pesquisas de satisfação junto aos clientes. A modificação nas aeronaves será feita de forma gradual, com a conclusão prevista apenas para dezembro de 2017.

A fornecedora escolhida é a Global Eagle Entertainment (GEE) – a seleção foi anunciada em agosto, embora ela já forneça serviços de conectividade à Avianca desde junho de 2015. A GEE utilizará "certos ativos" da recém-adquirida Emerging Markets Communications (EMC), incluindo banda já obtida na região e a tecnologia Speednet, que "melhora a velocidade de navegação". A empresa conta com frota de satélites de banda Ku de alto throughput (HTS). Vale lembrar que em abril, a GEE e a operadora de satélites SES anunciaram parceria para oferecer comunicação embarcada para passageiros em aviões na Índia, Ásia Central, Oriente Médio e América do Norte. Ao todo, a Global Eagle acumula operações com 12 satélites da operadora.

A Avianca Brasil divulgou um vídeo mostrando a instalação do equipamento no avião, no qual mostra que é necessário desmontar boa parte da cabine. O projeto foi iniciado em dezembro de 2014, e a companhia afirma ser a primeira companhia a oferecer o serviço na América do Sul. A Gol anunciou em agosto também estar aguardando aprovação da Anac para começar a operar seu próprio serviço de conectividade de bordo (em parceria com a Gogo).

Evento

Nesta semana, nos dias 22 e 23 de setembro, no Rio de Janeiro, acontece mais uma edição do Congresso Latino-americano de Satélites, e o tema de comunicações embarcadas voltará à agenda. O evento terá ainda a presença de palestrantes internacionais, da FCC e discussões sobre novos modelos de negócio para a indústria de satélite no Brasil, entre outros temas. Mais informações pelo site do evento.

Deixe seu comentário