Ciberataque tira do ar principais sites dos EUA por várias horas nesta sexta-feira

0
0

Dezenas grandes sites, entre eles o Twitter e o Tumblr, ficaram fora do ar durante um período prolongado nesta sexta-feira, 21, devido a um ataque online. A fornecedora de infraestrutura para internet Web Dyn disse que seu sistema de nomes de domínio (DNS) sofreu um ataque distribuído de negação de serviço (DDoS, na sigla em inglês a partir das 7h10 (horário de Nova York) que interrompeu o tráfego principalmente na costa leste dos Estados Unidos.

Ataques de negação de serviço podem derrubar websites, inundando-os com dados imprestáveis, bloqueando o acesso aos usuários. Os serviços de DNS da Dyn são uma parte chave da "cadeia de suprimento" digital que permite que endereços web — como o Twitter.com, por exemplo — conduzam os usuários até infra estrutura que os hospeda.

A Dyn informou que seus serviços foram reestabelecidos por volta das 9h20, mas não revelou a origem do ataque. A empresa disse que o acesso ao Spotify também foi interrompido, bem como a outros sites, como o Github e Fastly. O website do The Wall Street Journal também ficou instável por alguns momentos nesta sexta-feira. "Nós ainda estamos investigando a causa, mas, em última análise, podemos dizer que a pane limitou-se a Costa Leste dos EUA", disse o porta-voz da Dyn, Adam Coughlin, ao jornal americano.

Especialistas em segurança disseram que os ataques de negação de serviço têm ficado mais poderosos e intensos em relação ao ano passado. Um ataque ao site do pesquisador de segurança Brian Krebs no mês passado bateu todos os recordes em parte porque a rede pela qual ele foi propagado utiliza centenas de milhares de câmeras conectadas, gravadores de vídeo digitais e outros dispositivos "inteligentes", segundo a Akamai Technologies.

A divisão de serviços web da Amazon.com, a Amazon Web Services, uma das maiores empresas do mundo de computação em nuvem, também divulgou uma falha que durou diversas horas. A AWS hospeda um amplo conjunto de sites, principalmente de empresas.

Em comunicado, a Amazon disse que encontrou os problemas de DNS que afetaram seus clientes de serviços de nuvem na costa leste e resolveu a falha, embora também não tenha divulgado a causa. "Verificamos um elevado número de erros relacionados ao acesso a seus serviços de nuvem em um hub servidor na costa leste, devido a problemas de DNS", diz a nota. Segundo a empresa, os problemas ocorreram entre 7h31 e 9h10.

O provedor de serviços em nuvem Heroku também disse ter registrado problemas de DNS "generalizados", relacionados a um ataques de negação de serviço contra um dos seus provedores de DNS, mas que conseguiu resolver o problema.

Deixe seu comentário