Hector Borges é o novo COO da EasyJur

0

Graduado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Finanças e Gestão Empresarial, e MBA em Planejamento Empresarial, Hector atuou por 14 anos em uma multinacional do sistema automotivo e ingressa no time da EasyJur após um convite do CEO da legaltech, Vinicius Marques, com o propósito de elevar o reconhecimento da empresa como a melhor solução para a área jurídica. 

Para atingir seus principais objetivos, o executivo vem realizando uma análise da realidade da empresa, avaliando de forma macro como funcionam as operações e absorvendo as novidades do modelo SaaS. "Estou aprendendo bastante sobre este novo cenário, pois venho de um ramo totalmente diferente. O mercado de Software como Serviço, SaaS, é bem diferente, principalmente em termos de velocidade e dinâmica do negócio", comenta Hector. 

O COO busca implementar novas métricas para as operações da legaltech, e destaca que o maior desafio será estabelecer metodologias que sigam o ritmo veloz das operações da startup. "Precisamos equilibrar isso para conseguirmos seguir a velocidade das nossas operações. O grande objetivo é trazer processos e metodologias para otimizar a produtividade da empresa, então, de certa forma, busco aumentar a eficiência e eficácia do negócio, com as ferramentas que, inclusive, já temos atualmente", pontua. "Certamente evoluiremos o nosso negócio e será possível propor ideias que vão melhorar e agregar ainda mais valor aos clientes".  

Para Vinicius Marques, CEO da EasyJur, a atuação de Hector potencializará a forma que a legaltech trabalha atualmente, agregando em frentes diversas. Neste sentido, os clientes serão os principais beneficiados, uma vez que novas metodologias e processos modernos impactam diretamente na qualidade da oferta, conforme explica Vinicius. "Temos uma grande aposta na direção de nossas operações e o trabalho que já vem sendo desempenhado pelo Hector, mesmo em tão pouco tempo, é fundamental. No fim, o cliente receberá uma solução totalmente alinhada com as demandas do mercado", conclui. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui