Funcionários do governo de SP são treinados para programa São Paulo sem papel

1
99

Os servidores públicos estaduais das secretarias da Educação e do Governo vão receber formação para aprender a navegar pelo portal SP Sem Papel, novo programa do governo de São Paulo, que prevê a eliminação gradativa do uso de papel nos trâmites da administração estadual e na relação do Governo com os municípios e cidadãos. A capacitação acontecerá entre os dias 17 e 19 de julho nos polos da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Efape).

O SP Sem Papel é um marco na história da administração estadual, pois além de reduzir drasticamente o uso de papéis, aproveita todo potencial das tecnologias digitais para dar mais agilidade no atendimento de processos e demandas da administração pública.

A implantação está sendo feita pela Prodesp por etapas e deverá ser concluída em todos os órgãos e secretarias do Estado ainda em 2019. Nessa primeira fase de programa seis secretarias serão contempladas: Educação, Governo, Casa Civil, Saúde, Fazenda e Planejamento, Desenvolvimento Regional, além da própria Prodesp. No próximo mês de agosto o SP Sem Papel chegará às secretarias de Educação e de Governo.

De acordo com o presidente da Prodesp, André Arruda, o portal SP Sem Papel dará mais transparência ao trâmite dos documentos, permitindo pesquisa simplificada em tempo real.

"O sistema vai facilitar o trabalho dos servidores, através da elaboração de documentos a partir de modelos padronizados. Além disso, ele garante maior confiabilidade, pois a autenticidade dos documentos será assegurada por meio de assinatura digital – única ou em lote", afirma.

Para assegurar o sucesso do programa, os servidores de todas as áreas do Governo serão habilitados para conduzir a iniciativa. Um amplo sistema foi desenvolvido e está sendo aplicado pela Fundação Vanzolini.

Até a próxima sexta-feira (19), a Fundação vai ministrar aulas presenciais para formar multiplicadores do portal SP Sem Papel. O curso, que tem duração de oito horas, com formação de quatro turmas por dia, vai ajudar os funcionários a navegar pelo sistema para aprender a produzir trâmites internos totalmente digitais.

Além da formação presencial, também será disponibilizado um ambiente virtual de aprendizagem com tutoriais de navegação pelo sistema, cursos de apoio aos formadores e de habilitação para os servidores em geral.

Após a implantação do modelo digital, a Fundação Vanzolini vai manter uma operação assistida com apoio presencial de duas semanas em cada secretaria e realizar webconferências para responder dúvidas.

1 COMENTÁRIO

  1. Trabalho no Núcleo de finanças do Centro de Reabilitação Dr. Arnaldo pezzuti Cavalcanti de Mogi das Cruzes. Quer estar apta para desempenhar minhas funções no sem papel

Deixe seu comentário