Santher adota plataforma lowcode de RPA que facilita treinamento dos analistas de TI

0
105

De 2018 para 2019 a Santher, empresa brasileira que produz papel de diversos tipos, tinha a intenção em ter novos participantes no conselho da empresa. Em 2019, isto se concretizou com a venda da Santher para um grupo japonês. Juntamente com as mudanças no conselho e com isso os investimentos de tecnologia e inovação foram priorizados, provocando a implementação de uma plataforma de RPA (Robotic Process Automation) e Inteligência Artificial.

Com foco em automatizar processos repetitivos, como financeiro, logística, contabilidade e áreas comerciais, os movimentos para adquirir uma plataforma de hiperautomação foram concluídos em agosto de 2020, escolhendo a Quality Nextech como parceiro estratégico para viabilizar. "Naquele momento difícil do início da pandemia, o RPA foi uma grata surpresa, porque facilitou a vida das pessoas, que deixaram de fazer atividades repetitivas e passaram a revisar processos com foco na automatização," diz Leandro Silva de Oliveira, gerente executivo de TI da Santher.

Mesmo com usuários e equipes de TI em home office, foi possível prover um treinamento para a equipe de TI da Santher, que rapidamente aprendeu a ganhou autonomia para desenvolver seu primeiro robô sobre o processo batizado de "cadastro de pedidos dos clientes": uma rotina que exigia do humano uma atividade repetitiva de logar com usuário e senha, em websites de portais de compras de seus clientes, baixar documentos, conferir visualmente, logar no sistema de ERP da Santher e digitar os dados dos pedidos. Os analistas de TI da Santher, além da independência na automatização, também quintuplicaram a velocidade de faturamento da Santher junto aos portais de compras B2B

Oliveira explica, que após desenhar o passo a passo na plataforma low code de RPA da Quality – AutomationEdge, agora o robô faz o login nos portais, download do PDF e usa inteligência artificial para realizar a leitura do documento do pedido e fazer o input dos dados no formulário do ERP da Santher. Os pedidos que demoravam 10h para serem introduzidos no ERP passaram a ser feitos em 2 horas. "A eliminação do trabalho repetitivo é muito grande e trouxe diversos benefícios para a Santher, tais como redução de erros de digitação e maior agilidade na execução do faturamento.", afirma o executivo.

Agora, a Santher tem uma equipe autônoma e treinada em uma plataforma de RPA que permitiu criar uma esteira de projetos de RPA para robotizar todas as rotinas sistêmicas da companhia, iniciando com uma analista de TI focada em mapear processos candidatos e já otimiza-los dentro do robô, "Dessa forma já chegamos em 17 processos automatizados, tais como: concessão de acessos a sistemas legados, cadastro de desconto, cadastro de bonificação e revogação de acessos"- comemora Leandro.

Santher e o treinamento Quality Nextech

O treinamento da Quality trouxe um guia de boas práticas para o desenvolvimento da robotização, o que promoveu sucesso na evolução dos processos, isso se deve a capacidade do time da Santher em realizar as automações. A relação com os executivos da Quality sempre foi a melhor possível, e a parceria foi potencializada por conversas saudáveis sobre automação. "A Quality é uma empresa que está preocupada em ajudar, desenvolvendo uma parceria de longo prazo, provendo suporte e consultoria com transferência de conhecimento", diz o gerente executivo.

O treinamento dividiu a equipe de sistemas em 2 times. Leandro explica que o "pulo do gato" no treinamento da Quality foi o fato dos analistas de sistemas também serem analistas de negócios. Essa expertise de conhecimento técnico em desenvolvimento alinhada com o fato de saber como os processos são gerenciados, promoveu grande facilidade e agilidade no desenvolvimento em melhorar os processos.

A intenção da empresa é incluir o RPA em todas as áreas, pois a tecnologia está chamando a atenção do cliente interno. "Existe uma fila de processos a serem automatizados. As Áreas de Negócios estão constantemente buscando processos que têm possibilidade de serem robotizados, gerando grande envolvimento com a ferramenta," afirma o executivo.

O executivo afirma ainda que a interface do AutomationEdge – plataforma low code de RPA da Quality – é muito intuitiva e de fácil navegabilidade, o que potencializou o interesse do time em evoluir o nível das automações, com o objetivo de chegar em processos que possibilitem maior retorno sobre o investimento. "Ao pensar em robotizar, nem sempre pensamos no primeiro momento em redução de custos, mas sim na otimização dos processos, para liberar tempo e foco das pessoas para atividades mais nobres, de maior retorno para o negócio. Ao invés de focar somente na venda e no faturamento, o mindset da Santher agora é trabalhar na aproximação ao cliente, estreitando essa relação e promovendo grande crescimento dos profissionais", finaliza Oliveira.

RPA – ROBOTIC SUMMIT

O caso de sucesso da Santher será apresentado por Leandro Silva de Oliveira na 4ª edição do RPA – Robotic Summit, que acontece nas manhãs dos dias 28 e 29 de junho, quarta e quinta-feira próximas.  Mais informações, grade de palestras e inscrições no site www.roboticsummit.com.br  fone/whatsapp 11-3138-4619 info@tiinside.com.br

 

 

Deixe seu comentário