Sony deve parar de vender celulares de preço baixo no Brasil

0
0

Os celulares mais baratos da Sony, conhecidos como de entrada de linha, devem deixar de ser vendidos em breve no Brasil, segundo o site de notícias japonês Yomiuri. Atravessando uma profunda crise financeira, a fabricante japonesa pretende retirar das prateleiras os modelos de baixo custo e preços intermediários na América Latina e na China.

A crise pela qual passa atualmente fez com que a empresa realizasse uma série de mudanças na tentativa de se reerguer e reduzir custos, e uma delas é justamente a suspensão das vendas de celulares mais baratos para se concentrar nos mercados mais ricos e consolidados, como o Japão, Estados Unidos e Europa.

Recentemente, a Sony lançou uma linha de aparelhos com preços muito baixos com o objetivo de vender 50 milhões de unidades no mundo até 2015. No entanto, ela não conseguiu acompanhar a concorrência asiática e teve que rever essa meta, já que as vendas não passariam de 40 milhões. A justificativa para a revisão são as "mudanças significativas no mercado e o entorno competitivo do negócio de celulares".

A retração da demanda por celulares também afetou as vendas da empresa, que espera estima uma perda de R$ 5,3 bilhões neste ano. A Sony vive um período prolongado de crise, fechando quase todos os anos desde 2007 no prejuízo, com exceção de 2012.

Deixe seu comentário