Futuro do trabalho: pesquisa sobre COVID-19 revela que a volta integral para os escritórios ainda está incerta

0
9

A pandemia COVID-19 continua desafiando a relação dos colaboradores com o trabalho. É o que aponta pesquisa recente da healthtech HSPW, uma plataforma de saúde preventiva voltada para o meio corporativo. De acordo com os dados levantados com mais de 2 mil usuários da plataforma, vacinação, má qualidade de vida no ambiente corporativo e burnout são temas ainda muito presentes, mesmo no ambiente virtual.

Apesar de 94% dos pesquisados terem afirmado que já tomaram, ao menos, uma dose da vacina, ainda há uma parcela significativa de pessoas que optaram por não serem vacinadas. "Nem todos quiseram responder por qual motivo não se imunizaram. Mas, a maioria afirmou que era uma opção pessoal, representando um verdadeiro desafio para as empresas", comenta Nestor Sequeiros , CEO da HSPW.

Outro dado alarmante mostra que a má qualidade de vida no ambiente corporativo ainda é um problema muito presente (45%), assim como o burnout (31%). "À medida que os negócios voltam a crescer e o número de mortes a diminuir, é preciso que as equipes de gerenciamento estejam atentas a estes dados para conseguir conduzir suas empresas neste novo cenário", afirma Sequeiros. E continua: "Mais do que nunca, percebemos que estes problemas precisam estar no plano de desenvolvimento de retorno ao trabalho. Para serem mais assertivos, os executivos precisam compreender os desafios da força de trabalho no mundo pós-pandemia, fazendo as perguntas certas para conseguir agir com mais responsabilidade para com seus colaboradores", destaca.

Executivos fazem plano de ação para apoiar o trabalho híbrido

Garantir que todos tenham a consciência de que, embora imunizados, é necessário manter as medidas preventivas, bem como avaliar e gerenciar todos os impactos emocionais do retorno são os principais desafios, segundo Angélica Nogueira, Diretora de Recursos Humanos, da Luft Healthcare, líder em serviços logísticos para o mercado da saúde. "Estamos tentando encontrar o ponto de equilíbrio tanto para aqueles que querem voltar quanto para os que gostariam de seguir em home office", explica.

Para atender a esta demanda dos colaboradores, a Luft Healthcare pretende seguir com o modelo híbrido mesmo quando decretada a possibilidade integral da volta. "Apesar dos desafios, trabalhar em casa também teve seus benefícios, como poder estar mais próximo da família, melhor aproveitamento do tempo por não haver a necessidade de deslocamento, entre outros. Por outro lado, alguns também sentiam a necessidade de retomar a sinergia adquirida no dia a dia de trabalho em time. Entendemos que o regime híbrido irá atender as expectativas de todos os nossos profissionais", relata Angélica.

Sobre a vacinação, Angélica ressalta que a política da empresa é que todos os funcionários sejam imunizados. "Considerando que trabalhamos para o mercado de saúde, temos a responsabilidade empresarial e social de tratar o tema de forma natural. Portanto, o profissional que não estiver imunizado não estará apto para trabalhar conosco. É como um motorista sem habilitação, por exemplo. Desta forma, aquele que optar por não se vacinar terá o contrato de trabalho encerrado", enfatiza.

Segundo Angélica, o maior desafio, hoje, é restabelecer o elo entre a empresa e os profissionais. "Para nós, o trabalho remoto mostrou a importância dos laços afetivos e do acolhimento. Foi neste momento que surgiu a plataforma HSPW. Isso nos trouxe mais recursos para ajudarmos nossos funcionários. Um exemplo foi a possibilidade do "pedido de ajuda", que permitiu aos colaboradores um acolhimento presencial perdido durante a pandemia. Também percebemos que alguns profissionais se sentem mais seguros para solicitar alguma mudança pela plataforma, uma vez que não precisam se expor. Tudo isso possibilitou com que nosso RH implementasse ações mais assertivas para com os nossos funcionários", destaca. 

DIGITAL WORKPLACE FORUM

O novo cenário trabalho digital, resultado das profundas transformações que impactaram a economia, as organizações e a sociedade como um todo, será debatido na 3ª edição do Digital Work Place Forum, que acontece nos dias 24 e 25 de novembro.

Organizado por TI Inside, o evento reunirá um conteúdo especialmente preparado para orientar os líderes de negócios, de gestão de pessoas, governança, tecnologia, comunicação, facilities, plataforma de trabalho, soluções de workforce, inovação, entre outros. Está confirmada a participação de líderes empresariais, de negócios, tecnologia, de gestão de pessoas e novos modelos de trabalho, plataformas next generation,  nuvem e SaaS, comunicação corporativa e colaboração, experiência de clientes, facilities, novas plataforma operacionais,  IA e assistentes pessoais, voice recogniton, biometria, workforce management, social platform,  startups,  entre outros.

Mais informações e inscrições no site https://digitalworkplaceforum.com.br/ fone 11-3138-4619 ou info@tiinside.com.br

Deixe seu comentário