McDonald's perde controle sobre hashtag e campanha no Twitter tem efeito contrário

    1
    3

    A empresa de fast food McDonald's aprendeu recentemente, da maneira mais difícil, como campanhas em mídias sociais podem escapar do seu controle e causar um efeito contrário ao desejado.

    Na semana passada, o time responsável pelas campanhas via Twitter da marca obteve um inesperado – e negativo – retorno quando sugeriu o uso da hashtag #McDStories para compartilhar boas histórias envolvendo a marca.

    Ao divulgar a mensagem "When u make something w/pride, people can taste it," – McD potato supplier  #McDStories "("Quando você faz algo com orgulho, as pessoas podem saboreá-lo"), o time de Twitter do McDonald's provocou grande número de respostas com relatos que associam a marca a obesidade, crueldade com animais, abusos da cadeia de abastecimento e problemas sanitários, entre outros temas.

    Já classificada como  "um desastre" por  alguns especialistas em marketing social, a iniciativa obrigou a equipe de Twitter da rede de fast food a contestar, no microblog, mensagem sobre supostos métodos cruéis  de abatimento de animais para abastecimento da sua rede de lojas (veja abaixo).

    Algumas das mensagens, com link para vídeo viral relatando tais métodos, foram retuitada centenas de vezes, inclusive pela Peta (People for the Ethical Treatment of Animals ), entidade que defende os direitos dos animais e que mantém mais de 230 mil seguidores no Twitter.

    Em depoimento a um site de notícias, o especialista em mídias sociais e professor da universidade canadense Royal Roads University Communication & Culture, Gil Wilkes, disse que a marca McDonald's é um alvo fácil. Segundo ele, valer-se do Twitter, nesse caso, representa um risco para o negócio, porque ninguém consegue controlar a mensagem nesse meio.

     

     

     

     

     

     

     

     

     


    Deixe seu comentário