Adoção de IoT no ambiente de trabalho supera 80% de aprovação

0
20

A maioria dos profissionais brasileiros (81%) acredita no uso de IoT (Internet das Coisas) nos atuais ambientes de trabalho em até cinco anos. A constatação faz parte do estudo global Future Workforce Study (Estudo sobre o Futuro da Força de Trabalho), realizado pela Penn Schoen Berland, com o patrocínio da Dell e da Intel.

O levantamento consultou 3,8 mil profissionais de pequenas, médias e grandes companhias, em 10 países, incluindo no Brasil. O principal benefício no uso de IoT nos ambientes de trabalho, citado por 60% dos entrevistados no Brasil, é adoção de tecnologias mais inovadoras nas empresas.

Em seguida, 57% dos brasileiros indicam que essas soluções devem facilitar a conexão de equipamentos sem fio para compartilhar informações e conectá-los entre si; 37% apontam que devem permitir um uso mais eficiente da energia; 36% acreditam que tendem a permitir um melhor aproveitamento dos espaços de trabalho; e 23% apontam que a Internet das Coisas vai possibilitar a adaptação dos ambientes às preferências individuais (em termos de temperatura, alimentos, layout de mesas etc.).

Quando questionados sobre os atuais ambientes de trabalho, 47% dos brasileiros consideram que seus escritórios não são inteligentes o suficiente, 41% avaliam que são adequados e só 10% dizem que trabalham em escritórios bastante inteligentes.

Ainda de acordo com o estudo, 89% dos profissionais no Brasil consideram importante que um ambiente de trabalho ideal tenha tecnologias que permitam que os colaboradores interajam remotamente.

O levantamento mapeou também os principais equipamentos utilizados no dia-a-dia dos profissionais. No Brasil, o desktop desponta como o device mais citado pelos entrevistados, com 84% das respostas, seguido por smartphones (60%), notebooks (55%), tablets (37%), notebooks 2 em 1 (31%) e celulares (30%).

A maioria dos brasileiros (82%) considera importante a possibilidade de utilizar equipamentos pessoais – como computadores, tablets e smartphones – para realizar atividades profissionais. Já quando questionados sobre o uso de equipamentos corporativos para fins pessoais, 42% dos brasileiros admitem que usam o notebook, tablet ou smartphone de trabalho para acessar redes sociais e a mesma porcentagem (42%) faz compras online e pagamentos de contas com os devices. Outros 19% baixam ou rodam vídeos, músicas e fotografias e 16% conversam com amigos ou colegas.

Deixe seu comentário