Samsung investirá US$ 1,2 bilhão em startups de Internet das Coisas e pesquisa nos EUA

0
0

A Samsung vai investir US$ 1,2 bilhão nos EUA ao longo de quatro anos para impulsionar tecnologias destinadas a aumentar o poder de computação de dispositivos de Internet das Coisas (IoT).

Em comunicado, a gigante de eletrônicos sul-coreana disse que os recursos serão aplicados igualmente em inovação e desenvolvimento (I&D) e em startups de IoT, como parte de sua estratégia de se abrir cada vez mais a parcerias.

A Samsung havia anunciado iniciativas anteriores de Internet das Coisas, mas o novo aporte representa uma aceleração da tentativa da empresa de competir com Intel, Qualcomm e outros fabricantes para desenvolver chips e outros hardwares que possam ser incorporados as seus dispositivos para torná-los conectados.

As previsões variam muito, mas IDC prevê que a Internet das Coisas global será um mercado de US$ 1,7 trilhão em 2020.

O investimento da Samsung será destinado a uma variedade de aplicações de IoT, incluindo saúde digital; máquinas inteligentes, tais como drones, robôs e veículos autônomos; e empresas que desenvolvem software para processar grandes volumes de dados produzidos por esses dispositivos, disse Young Sohn, presidente e diretor de estratégia da Samsung, no comunicado.

Na semana passada, a Samsung anunciou a aquisição da empresa americana de serviços de nuvem Joyent, como parte de sua estratégia para ganhar musculatura nos mercados de cloud e big data com a utilização de poderosos computadores remotos voltados à análise de dados e também ampliar a capacidade de computação de seus dispositivos móveis.

Os US$ 600 milhões em investimentos interno serão destinados para duas unidades de pesquisa da Samsung no Vale do Silício, na Califórnia, que irão se concentrar em tecnologia para Internet das Coisas.

Deixe seu comentário