Embrapa lança desafio de startups para cadeia de produtores de leite

0
0

Ideas for Milk é o mais novo projeto da Embrapa, que visa buscar soluções que gerem negócios sustentáveis e escaláveis para o mercado lácteo, estimulando a inovação e o empreendedorismo no agronegócio do leite. Ele será realizado em parceria com a Carrusca Innovation, Litteris Consulting e Qrânio.

Trata-se da primeira competição entre empreendedores na busca pelas melhores inovações tecnológicas para toda a cadeia de negócios do leite. Podem participar equipes informais e startups já constituídas. Serão submetidas ideias de soluções web, mobile ou em hardware que apresentem inovações em modelos de negócio, produtos, processos, serviços e tecnologias. As propostas devem ter foco nas grandes áreas temáticas do agronegócio do leite, como insumos agropecuários, logística de captação e distribuição do leite, indústria de laticínios, mercado e consumidores finais.

O chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, afirma que  "ainda não encontramos em profusão soluções em softwares, aplicativos e hardwares que auxiliem nas atividades produtivas e que viabilizem precisão nas tomadas de decisões".  Sobre o mercado de IoT (Internet das Coisas que tem como exemplos sensores e chips, ele comenta: "o agronegócio do leite brasileiro ainda não participa da quarta revolução industrial, a da Internet das Coisas".

Para Mauro Carrusca, realizador e mentor de tecnologia e inovação do Ideas for Milk, "o projeto é uma oportunidade para buscarmos inovações que resultem em substantivas melhorias da eficiência na cadeia do leite, através da intensa colaboração entre seus atores, com reflexos na qualidade e no preço dos produtos para o consumidor final".

  Oportunidades no setor lácteo 
ideas for milk - infográfico Em 2015, o setor lácteo movimentou R$ 60 bie atualmente emprega cerca de 4 milhões de trabalhadores, que atuam nas diversas etapas da cadeia produtiva do leite. O setor é o segundo na indústria de alimentos, atrás apenas do setor de derivados de carne. Representa, portanto, mais de 10% dos R$ 562 bilhões de faturamento de uma indústria que participa com quase 10% do PIB. 

Há gargalos e desafios tecnológicos e gerenciais em todos os elos da cadeia produtiva do leite. Há incontáveis processos a se otimizar, muitos problemas a se solucionar e conexões importantes a se estabelecer entre os diferentes atores. O crescimento do setor e suas perspectivas tornam o presente momento ideal para se investir em tecnologias de informação, com uso intenso de mobilidade, analítica e IoT. As possibilidades de ganhos a partir da solução de problemas dos diferentes segmentos podem ser vislumbradas ao longo de todos os elos da cadeia. 

Desafio nacional

O Ideas for Milk será composto de três etapas. A primeira é a seleção das cinco melhores ideias inscritas em cada sede onde haverá uma Final Local. Serão oito Finais Locais e o ganhador de cada uma delas vai para a Final Nacional, que será realizada no dia 14 de dezembro, em Brasília.

O desafio reunirá profissionais do mundo do leite e do mundo das TICs para que se aproximem e criem oportunidades de desenvolver em conjunto inovações. O público alvo do evento é formado por empreendedores, estudantes, professores, pesquisadores e outros profissionais interessados no universo das startups.

Onze universidades que se destacam nas áreas de agrárias e TIC são correalizadoras das etapas locais: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), USP de São Carlos, Universidade de Campinas (Unicamp), Pontifícia Universidade Católica de Minas e do Rio Grande do Sul (PUC-Minas e PUC-RS), e as universidades federais de Minas Gerais (UFMG), de Viçosa (UFV), de Lavras (UFLA), de Juiz de Fora (UFJF), de São Carlos (UFSCAR) e do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Startup

O conceito de startup é definido pelo mercado como companhias e empresas jovens, que buscam explorar atividades inovadoras. São empreendimentos recém-criados, que primam pela inovação tecnológica em qualquer área ou ramo de atividade e buscam um modelo de negócio que atraia grande número de clientes e gere lucros em pouco tempo.

Aceleradoras, incubadoras e investidores-anjo que acreditem no modelo de negócio fazem parte do universo que impulsiona as startups na caminhada pelo sucesso. Martins explica que o Ideas for Milk irá proporcionar uma interface entre os empreendedores e quem pode ajudá-los a crescer, com ganhos para o agronegócio do leite.

A Embrapa Gado de Leite lidera a iniciativa com três unidades: Embrapa Informática Agropecuária, Embrapa Instrumentação e Departamento de Tecnologia da Informação. As empresas Litteris Consulting, Qranio e Carrusca Innovation fazem parte da realização. Para completar o ecossistema, empresas juniores, empresas de tecnologia, aceleradoras e investidores-anjo participam como apoiadores do Ideas for Milk.

As inscrições para o Ideas for Milk devem ser realizadas no site www.ideasformilk.com.br, até dia 12 de outubro. Outras informações podem ser obtidas no próprio site e também na fanpage www.facebook.com/ideasformilk.

Deixe seu comentário