Fórum Econômico Mundial anuncia a primeira plataforma de rastreabilidade pública feita em blockchain

0
0

Atualmente, os consumidores estão mais preocupados do que nunca com os impactos sociais e ambientais dos produtos que compram. Quase 90% gostaria que as grandes marcas os ajudassem a ser mais ecológicos e éticos. A tecnologia Blockchain oferece uma maneira de mostrar sustentabilidade e práticas ambientalmente amigáveis, mas blockchain privado não atende à crescente demanda de transparência do cliente.

O Fórum Econômico Mundial anunciou nesta sexta-feira, 24/01, a primeira plataforma de rastreabilidade pública e neutra feita em blockchain, capaz de visualizar dados da cadeia de suprimentos de várias empresas e fontes de informação. Isso visa ajudar as empresas de todos os setores a responder às demandas dos consumidores por produtos mais éticos e sustentáveis.

Até o momento, as próprias empresas publicaram esses dados automaticamente ou confiaram em fornecedores de soluções blockchain para fazê-lo. A plataforma piloto resultante dessa iniciativa, no entanto, pode consumir dados de blockchain de várias fontes de informação e visualizá-los em um site neutro.

Tudo isso foi criado em colaboração com Everledger, Lenzing Group, TextileGenesisTM e o Centro de Comércio Internacional. O ITC, entidade da ONU com membros universais por mandato, organizou tudo através do seu Mapa de Sustentabilidade (sustentabilidademap.org).

Dessa forma, o ITC pode garantir de todas as partes, que seus dados não serão compartilhados externamente e que dados confidenciais podem ser guardados em datacenters da ONU, beneficiando-se da neutralidade da Organização, bem como de suas imunidades e privilégios.

Os parceiros, integrados com a habilidade do Fórum de acelerar e amplificar iniciativas público-privadas, permitem que a plataforma seja neutra e segura, encorajando a colaboração intersetorial e utilizando os setores públicos e privados para moldar o futuro da cadeia de suprimentos rastreável, transparente e sustentável.

Consumidores e empresas têm interesse em tornar as cadeias de suprimentos mais transparentes, mas carecem de uma plataforma confiável e neutra, onde as empresas possam visualizar publicamente os dados da cadeia de suprimentos capturados em registros distribuídos.

Em breve, tais visualizações serão cobertas com os outros bancos de dados do ITC, permitindo que os usuários tenham uma visão abrangente do fluxo de mercadorias e outros indicadores, além de certificações ambientais e sociais dos parceiros da cadeia de suprimentos.

"A fim de colocar a economia circular em pauta, a tecnologia precisará oferecer mais confiança, transparência e rastreabilidade, por isso é fantástico ver um número crescente de iniciativas voltadas a esses objetivos", disse Leanne Kemp, CEO da Everledger. "É vital que organizações de alto nível, como o Fórum Econômico Mundial e o ITC, defendam práticas desse tipo e exijam maior colaboração e coordenação entre instituições internacionais relevantes e diferentes partes da indústria".

"Como os consumidores estão mais conscientes e engajados do que nunca sobre os impactos sociais e ambientais do vestuário que compram, a transparência é essencial para lidar com suas preocupações. O Lenzing Group usa a tecnologia blockchain para maximizar a rastreabilidade digital das fibras, contribuindo de maneira importante para tornar a indústria da moda Verde", diz Stefan Doboczky, CEO do Lenzing Group. "Um número crescente de fornecedores contribuindo para plataformas de rastreabilidade como o ITC é essencial para apoiar globalmente a sustentabilidade e combater as mudanças climáticas".

"Agora, mais do que nunca, garantir um futuro sustentável depende da nossa capacidade de criar rastreabilidade e transparência confiáveis em todas as cadeias de suprimentos globais", diz Dorothy Tembo, diretora executiva do ITC. "Com tantas organizações se comprometendo a apoiar esse futuro, o esforço mostra que uma plataforma colaborativa de rastreabilidade digital é tecnicamente possível e tem potencial de transformar a maneira como pensamos a transparência na cadeia de suprimentos".

Fundamental para a Fase 2 deste esforço será incorporar mais fontes de dados e mais perspectivas para ajudar a enfrentar os desafios descritos acima. PlataformaVerde, Asia Pacific Rayon (APR) e EVRYTHNG já concordaram em aderir a esta iniciativa em 2020, e o Fórum Econômico Mundial está convidando marcas e fornecedores, que atualmente usam o blockchain para rastreabilidade, a se unir a esse esforço e auxiliar a moldar o futuro da rastreabilidade digital para aprimorar a transparência e sustentabilidade do ecossistema global de manufatura e produção.

Deixe seu comentário